GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Pessoas que meditam têm cérebro mais jovem

Quanto mais tempo de prática, maior o efeito protetor nas células cerebrais

A meditação pode ser o creme antirrugas ideal para o seu cérebro. O cérebro dos meditadores aparenta ser quase oito anos mais jovem do que o das pessoas da mesma idade que não tinham o hábito de meditar.

Os pesquisadores criaram em 2010 um programa de computador capaz de estimar a idade do cérebro através de neuroimagens. O calculo se dava por comparação,  o programa analisou milhares de imagens de cérebros em diferentes faixas etárias, de modo que o software foi ensinado a reconhecer a idade de um cérebro de acordo com seu formato, estrutura e volume.

Neste novo experimento, o computador analisou imagens dos cérebros de 50 pessoas saudáveis que meditavam faz tempo – uma média de 20 anos – e de outras 50 pessoas, igualmente saudáveis, que não tinham essa prática. Os meditadores possuian cérebros substancialmente mais jovens, uma média de 7.5 anos a menos que os cérebros sem meditação.

LEIA: Como meditar​

Além disso, os efeitos antivelhice da meditação pareciam aumentar com o tempo. No caso dos voluntários com mais de 50 anos que meditavam, a cada ano que passava, a diferença entre a idade real e a do cérebro deles aumentava

O computador dos cientistas analisava a idade dos cérebros conforme a anatomia – isso não significa, diretamente que a atividade mental dos cérebros mais velhos era menor. Isso porque o cérebro é um órgão muito adaptável, que encontra estratégias para se manter ativo mesmo ao envelhecer com a idade. Mesmo assim, os cientistas acreditam que o efeito protetor da meditação ser importante para evitar a atrofia das células cerebrais.

Outras pesquisas reforçam que a meditação leva a conexões cerebrais mais diversificadas e até a uma resistência maior a dor. Assim, não custa adicionar alguns minutos meditando à sua rotina de tratamentos anti-idade.

LEIA TAMBÉM:
6 motivos para começar a meditar agora​
Estudo mostra como meditação mindfulness beneficia o cérebro
O poder da mente vazia​