Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Por que o homem é o primata com o maior pênis?

Gorilões de 200 kg têm um dito-cujo minúsculo. Chimpanzés transam sem parar, mas perdem da gente. O segredo do pênis humano? A mulher

Por Da Redação Atualizado em 31 out 2016, 18h36 - Publicado em 31 Maio 2008, 22h00

Texto Marília Juste

Essa é fácil: o homem é o primata com o maior pênis porque a mulher é a primata com os órgãos sexuais mais profundos. Simples, não? Calma. É claro que nós vamos responder a pergunta que imediatamente pulou na sua cabeça ao ler isso: por que, então, a mulher tem os órgãos sexuais mais profundos dentre as fêmeas de primatas? Também é fácil. As humanas evoluíram para ter órgãos sexuais fundos porque a espécie começou a andar com duas pernas. Simples, de novo! Mas vamos por partes.

Quando os ancestrais dos seres humanos se tornaram bípedes, eles tiveram de aprender a viver de forma totalmente diferente. Isso, é claro, acabou causando uma série de adaptações diferentes no organismo. A mais notável foi a transformação das mãos, que passaram a ser capazes de criar e manusear ferramentas com extrema precisão. Mas houve também diversas alterações importantes no âmbito sexual.

Escorregadio

Quando os tataravós do homem viviam de quatro, o esperma do macho era perfeitamente depositado na entrada do útero da fêmea. Na transformação em bípede, no entanto, a coisa se complicou. Bastava a cópula terminar e a fêmea levantar para a coisa toda escorrer para fora. Além de fazer uma sujeira daquelas, o problema dificultava bastante o trabalho dos espermatozóides: fecundar o óvulo. Foi aí que a seleção natural entrou no jogo, favorecendo as fêmeas com órgãos mais profundos, os quais permitiam que pelo menos parte dos espermatozóides ficasse presa por ali.

Continua após a publicidade

“A modificação dos órgãos sexuais femininos, como seria esperado, gerou uma automática modificação em resposta do órgão sexual masculino”, explica o professor de zoologia e comportamento da Universidade Estadual Paulista (Unesp) de Assis, Carlos C. Alberts. Com o útero mais longe, os homens, por sua vez, também precisaram de instrumentos mais longos para atingir seus objetivos. A seleção natural entra em campo novamente e surgem os maiores pênis do mundo primata.

Há uma outra explicação que pode ter contribuído para o tamanho avantajado do pênis humano, de acordo com o bio-geógrafo Jared Diamond, autor do livro The Third Chimpanzee. O pênis poderia ter um valor de competição por atenção, como ocorre com a supercauda de um pavão.

O próprio Diamond, no entanto, deixa claro que a idéia é controversa, porque diversas pesquisas já mostraram que as mulheres se dizem mais atraídas pela voz, pelas pernas ou pelos ombros masculinos – o pênis em si está bem longe na lista do que é mais atraente no corpo deles para elas. O que leva à conclusão de que, se o órgão é usado para exibição, é para outros homens, e não para as mulheres.

“Lembremo-nos de todas as artes fálicas feitas por homens para outros homens, e da vasta obsessão masculina com o tamanho do próprio pênis”, diz Diamond, para quem o órgão sexual masculino só não é maior porque há limites na profundidade da vagina. “Nem gosto de imaginar como seria o pênis se esse impedimento prático fosse removido e os homens pudessem ter do tamanho que quisessem”, brinca.

O clitóris das fêmeas de bonobo, um tipo de chimpanzé, é o maior dos primatas, provavelmente porque elas praticam sexo lésbico com freqüência.

Continua após a publicidade
Publicidade