GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Quais são os principais efeitos da altitude sobre o corpo humano?

Todo o organismo sente a queda da oferta de oxigênio¿, diz Thaís Russomano.

Toda Copa América é a mesma ladainha: jogar em La Paz é “impossível”. Bem, não se trata de desculpa da Seleção brasileira: correr nos gramados da Bolívia é mesmo de tirar o fôlego. A maioria das reações provocadas pela altitude no corpo é causada pelo fenômeno da hipóxia, a falta de oxigênio no organismo. Em La Paz, a 3 600 metros de altitude, a quantidade de oxigênio no ar é 36% menor que a em um estádio situado perto do nível do mar, como o Maracanã. “Todo o organismo sente a queda da oferta de oxigênio”, diz Thaís Russomano, especialista em Medicina Aeroespacial da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. “Para não perder rendimento, os atletas precisariam passar cerca de 30 dias se aclimatando com a nova altitude.” Outra saída para fugir desses efeitos seria chegar alguns instantes antes da partida – já que as reações mais agudas se manifestam cerca de 120 minutos depois de o corpo chegar nessa altitude. Até mesmo o trabalho dos goleiros é prejudicado.

“A pressão atmosférica é menor, a bola enfrenta menos resistência e preserva sua velocidade por mais tempo”, diz o engenheiro aeronáutico Hélio Koiti, da Universidade de São Paulo.

Futebol nas alturas

As reações no organismo do atleta numa partida no Maracanã, no estádio de La Paz e num jogo fictício no topo do Everest

Arte