GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Quebra de átomos produz calor

Como funciona uma usina nuclear?

Como é gerada a energia elétrica?

O principio de funcionamento de uma usina nuclear é muito parecido com o de uma usina térmica: o calor gerado serve para fazer evaporar a água da caldeira e o vapor aciona uma turbina. O processo começa dentro do reator (veja infografico abaixo). Lá existe uma grande quantidade de Urânio 235, uma substancia radioativa. Os núcleos dos átomos desse elemento químico são bombardeados com nêutrons e se dividem em dois, liberando mais nêutrons, que irão quebrar outros núcleos atômicos. Essa ação em cadeia provoca calor. Ele aquece a água do chamado circuito primário, que circunda o núcleo do reator. O liquido chega a atingir 320º Celsius, mais ou menos a temperatura da chama de um fósforo. Para que ela não entre em ebulição ao atingir 100º Celsius, há uma estrutura chamada pressurizador que mantém a pressão elevada a cerca de 157 atmosferas ( ou seja, 157 vezes maior eu um ambiente normal). Se a pressão é maior, o liquido entra em ebulição apenas com temperatura mais alta, porque suas moléculas ficam mais comprimidas.

A água do sistema primário passa, por meio de tubulações, dentro de outra estrutura também cheia de água, chamada gerador de vapor. Ao entrar em contato com as tubulações aquecidas, o conteúdo do ultimo recipiente se transforma em vapor. Este se expande e, por meio de outras tubulações aquecidas, o conteúdo do ultimo recipiente se transforma em vapor. Este se expande e, por meio de outras tubulações, atinge uma turbina, fazendo-a girar. A energia térmica se transforma então, em energia mecânica. A energia do movimento de rotação do eixo da turbina é transferida para o eixo do gerador, produzindo energia elétrica. O vapor, depois de passar para a turbina, vai para o condensador onde é resfriado, transformando-se novamente em liquido e voltando para o gerador para ser neutralizado. Esse é o processo de funcionamento da maioria das usinas nucleares, incluindo a Central Nuclear de Angra, no estado do Rio de Janeiro.