Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Queimadas humanas destroem mais que as naturais

Além de avançarem mais rápido, elas também matam até três vezes mais árvores.

Por SUPER Atualizado em 15 jan 2021, 09h51 - Publicado em 10 jan 2021, 09h46

O último ano foi marcado por uma série de queimadas florestais, sobretudo nos EUA, Austrália e Brasil. O clima seco faz aumentar os incêndios, mas ações humanas podem amplificar – e muito – os danos.

Agora, um estudo americano descobriu que queimadas causadas por humanos são mais destrutivas e se espalham mais rápido que as naturais.

Cientistas compilaram dados de satélite de 214 incêndios florestais da Califórnia entre 2012 e 2018. Os provocados por humanos avançaram, em média, 1,83 km por dia – mais que o dobro da velocidade de queimadas induzidas por descargas elétricas (0,83  km/dia). Eventos naturais matam de duas a três vezes menos árvores que os produzidos por humanos.

O fogo, é claro, é o mesmo, seja causado por uma bituca de cigarro ou por um raio. A diferença é que incêndios naturais ocorrem sazonalmente, enquanto os humanos podem causar queimadas a qualquer momento incluindo quando o clima é mais favorável para o espalhamento das chamas.

Continua após a publicidade
Publicidade