GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Terra plena: por que a teoria da Terra plana não faz nenhum sentido

A ideia de uma Terra esférica seria parte do complô criado pelas mais poderosas instituições. Pena que a ciência é maior do que teorias da conspiração

ILUSTRA Gustavo Rodrigues
EDIÇÃO Felipe van Deursen

 (Gustavo Rodrigues/Mundo Estranho)

VELHA HISTÓRIA
Apesar de estar em maior evidência hoje, a teoria da Terra plana tem séculos e séculos de existência. Astrônomos de grandes civilizações antigas, como Grécia, China e Índia, defendiam que a Terra era achatada. Era o padrão que todo mundo seguia. Mas isso começou a mudar também há bastante tempo. Na própria Grécia, o filósofo Pitágoras, no século 6 a.C., já falava que o planeta era redondo. Só que ele não foi muito ouvido

REVOLUÇÃO CIENTÍFICA
O astrônomo polonês Nicolau Copérnico (1473-1543) desenvolveu a Teoria Heliocêntrica, que diz que o Sol está no centro do Universo, não a Terra (a ciência descobriria depois que ele fica, na verdade, no centro do sistema solar). Depois, o italiano Galileu Galilei (1564-1642) fez uma série de descobertas, como estrelas na Via Láctea e os anéis de Saturno, que reforçaram o heliocentrismo. Ele entrou em atrito com a Igreja, que não tolerava a Terra não estar no centro de tudo. Mas também teve oposição entre outros cientistas

DUELO DE CABEÇAS
Um dos mais famosos opositores foi o astrônomo dinamarquês Tycho Brahe (1546-1601). Ele defendia, assim como muitas outras pessoas, que a Terra era um objeto imóvel e que o Sol e a Lua giravam em torno dela. Você já ouviu falar de Brahe? Ele caiu no limbo da história não porque suas ideias ficaram ultrapassadas, mas, segundo teorias da conspiração terraplanistas, porque ele teria sido envenenado com mercúrio por seu assistente. Não se tratava de um ajudante qualquer, mas de alguém que se tornaria um grande nome da astronomia: o alemão Johannes Kepler

TÁTICA DE SILÊNCIO
A história de Brahe sintetizaria o que teria acontecido nos séculos seguintes, à medida que a noção de uma Terra esférica se consolidou. Instituições de grande poder estariam manipulando resultados científicos e outras provas para manter a visão do planeta redondo. Fotos da Nasa? Mera ficção. Os terraplanistas defendem ainda que a ciência se tornou teórica demais e empírica de menos, e dizem que isso é inaceitável, justamente porque dificultaria a comprovação de uma Terra plana

CIÊNCIA NÃO É POP
Recentemente, a teoria ganhou adeptos e está se espalhando na internet. Celebridades como o ex-jogador norte-americano de basquete Shaquille O’Neal e o rapper B.o.B declararam que acreditam na teoria. Grupos em redes sociais já somam mais de 50 mil membros e existe até o Centro de Pesquisas Terra Plana Brasil. B.o.B., inclusive, lançou uma campanha de financiamento coletivo para enviar um satélite e comprovar seu ponto de vista

Como uma teoria da conspiração, a história da Terra plana pode ser divertida. Mas agora mostraremos como ela não para em pé.

 

A chatice de uma terra chata

Para os terraplanistas, seria impossível circunavegar o planeta. E a única coisa circular seria a Antártida

ESTAÇÕES DO ANO
Terra plana
– O Sol se movimenta de forma espirálica: ao mesmo tempo em que dá a volta no centro, vai de um trópico a outro, passando pelo Equador duas vez por ano. Onde ele está mais perto é verão. Mais longe, inverno

Terra esférica – O eixo de rotação da Terra é uma linha imaginária inclinada. Ao longo do ano, um hemisfério recebe mais luz que outro. Por isso, quando é verão no Sul, é inverno no Norte

 (Gustavo Rodrigues/Mundo Estranho)

Veja também
  • query_builder

 

ANTÁRTIDA
Terra plana
– Esse continente ocupa a borda do planeta, funcionando como moldura para o oceano. É um lugar proibido para pessoas comuns e pode ser visitado apenas em pontos controlados pelas autoridades, para que nunca um civil chegue até o final do domo e descubra a verdade sobre a Terra plana

Terra esférica – O continente é usado por diversos países para exploração científica. A visita é controlada, visando à preservação, mas o turismo está aumentando. Em mais uma comprovação de que ele não é circular, em 2017 Patrick Bergel, bisneto do famoso explorador Ernest Shackleton, conseguiu algo em que seu antecessor fracassou: cruzar a Antártida. Ele venceu 5.800 km em uma viagem de carro por 30 dias, amplamente divulgada. Se fosse para dar a volta na Antártida terraplanista, ele levaria, no mesmo ritmo, 239 dias

 (Gustavo Rodrigues/Mundo Estranho)

Veja também
  • query_builder

 

CENTRO DA TERRA
Terra plana
– Tudo que existe abaixo dos 12 km já escavados pelos humanos é desconhecido. Pode existir uma espécie de inferno (com ou sem conotações religiosas), onde não há vida, só magma. Abaixo disso, não se sabe: poderiam ser alicerces e colunas que sustentam a Terra ou um abismo

Terra esférica – O núcleo interno é uma grande bola de metal, constituída basicamente de níquel e ferro, envolvida por uma camada de rochas em estado líquido. Por causa do calor e da pressão, nenhuma sonda chegou lá, mas a ciência sabe disso tudo graças a estudos de terremotos, análises de meteoritos e pesquisas sobre a formação de nosso solo

GRAVIDADE
Terra plana
– É um conceito que não existe, usado apenas para explicar coisas que não entendemos e corroborar com a teoria da Terra esférica. Todas as aplicações da gravidade podem ser explicadas pela densidade: mais pesados embaixo, mais leves em cima

Terra esférica – Grandeza responsável por definir o peso de um corpo. Qualquer objeto que se movimenta está sob influência da aceleração da gravidade, que na Terra é de aproximadamente 9,8 m/s2 e puxa tudo para o centro do planeta. A gravidade não só existe como mostra que o terraplanismo não faz sentido algum. Caso a Terra fosse um disco, a gravidade não agiria de maneira uniforme. Por exemplo, quanto mais longe do Polo Norte, mais inclinados os prédios teriam que ser para compensar essa força

MAGNETISMO
Terra plana
– O polo magnético do planeta está no centro do disco, o Polo Norte. Sol e Lua são atraídos em torno dele

Terra esférica – O polo norte magnético fica no sul geográfico. De lá saem as linhas de atração, convergindo para o sul magnético (norte geográfico). Como os opostos se atraem, o norte das bússolas aponta para o sul magnético, que se encontra próximo do Polo Norte

 (Gustavo Rodrigues/Mundo Estranho)

Veja também

 

Para o finito e aquém

Terraplanistas dizem que o Sol é uma melequinha quente que gira dentro de um domo, cuja base é a Terra

SOL
Terra plana
– A Terra é o centro de tudo, e o Sol gira em torno do Polo Norte, completando uma volta em 24 horas. É dia na área em que os raios solares incidem, é noite onde eles não chegam

Terra esférica – O Sol é a estrela central do sistema solar, com 1,3 milhão de km de diâmetro. Se a Terra fosse plana e o Sol girasse em cima dela, a sombra de um relógio de sol teria o mesmo tamanho ao longo do dia, o que não ocorre. Aliás, ao estudar a diferença entre as sombras formadas por postes idênticos em cidades distantes, o geógrafo grego Eratóstenes calculou a curvatura terrestre – há 2,2 mil anos! Além disso, se o Sol funcionasse como um holofote que gira sobre a Terra, mesmo nas áreas não iluminadas por ele seria possível vê-lo – e nós não conseguimos ver o Sol à noite

 

ESTRELAS
Terra plana
– As estrelas giram em torno do domo. Só uma é imóvel: a estrela Polar, localizada em cima do Polo Norte. Não é possível enxergar todas as estrelas porque a luz solar as ofusca

Terra esférica – Estrelas são corpos esféricos gigantes compostos de gases que produzem reações nucleares e emitem luz. Sistemas planetários giram em torno delas

Veja também
  • query_builder
  • query_builder 26 set 2016 - 13h09

 

LUA
Terra plana – Gira em um compasso diferente do do Sol, encontrando-o algumas vezes. Quando isso acontece, ela armazena radiação solar até ficar cheia. Em seguida, ela começa a se esvaziar, até cruzar novamente com o Sol. Isso explica as fases lunares

Terra esférica – Único satélite natural da Terra, a Lua gira em torno da Terra. Ela não emite luz, apenas reflete a do Sol. As fases resultam da posição em que a Lua recebe essa luz. Se a Lua conseguisse armazenar os raios do Sol, como diz a teoria da Terra plana, as fases determinariam a intensidade da luz, não o formato da face iluminada. Seria como uma lâmpada com dimmer

 

 (Gustavo Rodrigues/Mundo Estranho)

Veja também
  • query_builder

 

ROTAÇÃO E TRANSLAÇÃO
Terra plana
– A Terra não se move. O movimento de translação cabe ao Sol, que gira sobre o disco terrestre

Terra esférica – A Terra gira sobre seu próprio eixo (rotação). Cada volta dura 24 horas, formando os dias. Ao mesmo tempo, ela gira ao redor do Sol (translação). A volta completa leva 365 dias, quatro horas e alguns minutos. É o que forma o ano

 

Veja também
  • query_builder

 

Por que a Terra é esférica?
Dicas práticas para você mostrar àqueles seus conhecidos que andam espalhando que o planeta é plano

  • Com um binóculo, observe navios na linha do horizonte. A primeira parte a desaparecer é a proa (frente). Se o oceano fosse plano, o navio viraria um pontinho e depois sumiria (como um pássaro que voa para longe). Uma pessoa de cerca de 1,70 m percebe isso a uma distância de 3,5 a 5 km
  • Se você estiver em um barco em movimento, aproximando-se do litoral, a primeira faixa de terra que verá serão os topos das montanhas. De novo, por causa da curvatura
  • Com dinheiro e tempo de sobra, dá para dar a volta ao mundo. Um cruzeiro do tipo dura cerca de 200 dias. Você jamais encontrará um limite para dar meia-volta, o que significa que a Terra não tem borda. A expedição de Fernão de Magalhães comprovou isso em 1519
  • Há constelações que só são visíveis em um hemisfério. Se for à Disney, comprove: você não verá o Cruzeiro do Sul, pois ele só pode ser visto no Hemisfério Sul. Se a Terra fosse plana, daria para vê-lo de qualquer lugar
  • Nos eclipses lunares, quando a Terra fica entre o Sol e a Lua, é possível ver a sombra projetada pelo planeta no satélite – e ela é arredondada

 

CONSULTORIA Wagner Giubilatto, professor de física do Colégio Externato Rio Branco (São Bernardo do Campo, SP), Bruno Alves, presidente do Centro de Pesquisas Terra Plana Brasil, e Márcio Bailly, responsável pelo site Terra é Plana FONTES Road and Track, Flat Earth Society, I Fucking Love Science, Hyundai, Explicatorium, Climatologia Geográfica, Mistérios do Mundo, Terra Planista, Tantettaus, A Terra É Plana, Física em Perguntas, Astronomia Real e Projeto Terra Plana; canais do YouTube Primata Falante, Cid Cidoso, Canal do Pirula, Canal Mistérios do Mundo e Sem Hipocrisia

Newsletter Conteúdo exclusivo para você