Clique e assine a partir de 8,90/mês

Tijolos celulares: a origem da citologia

Por Da Redação - Atualizado em 31 out 2016, 18h46 - Publicado em 28 fev 1997, 22h00

O jovem advogado alemão Matthias Jacob Schleiden (1804-1881) andava deprimido com a sua profissão. Tentou o suicídio com um tiro. Como sobreviveu, decidiu mudar de carreira. Aos 27 anos, começou a estudar ciências naturais. Acabou se tornando um eminente botânico descobrindo que os vegetais são constituídos de células. Hoje isso parece óbvio. Em 1838, quando Schleiden anunciou o fato, foi o maior auê. As células eram conhecidas desde o século XVII, mas achava-se que elas só faziam parte dos animais. Os cientistas diziam que as plantas eram formadas por tecidos contínuos. Schleiden contestou essa idéia, afirmando que os vegetais são inteiramente formados por tijolos microscópicos, as células. Muitos botânicos duvidaram. A turma a favor de Schleiden passou duas décadas fazendo pesquisas até provar que ele tinha razão. Esses estudos foram o embrião da Citologia, a área da ciência que investiga as células.

Publicidade