GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Vendendo ar puro

O oxigênio ionizado faz com que o sangue circule melhor pelas veias e ajuda a desobstruir pequenos vasos.

Caio Vilela, de Colônia

Em dia de prova na Universidade de Colônia, na Alemanha, o Oxygenia fica lotado. Dezenas de estudantes se acotovelam na lojinha, disputando os sete tubos de oxigênio que fazem a fama da casa. Eles estão lá para passar 28 minutos respirando oxigênio ionizado, ou seja, com mais elétrons que o normal. Pelo luxo, pagam 27 marcos alemães (pouco mais de 35 reais) e saem se sentindo melhor, com a mente mais ágil e tranqüila, prontos para a prova. A venda de ar puro, que já chegou também a Tóquio, Londres e Nova York, é a nova mania em Colônia. Executivos estressados passam por lá depois do trabalho para chegar bem dispostos em casa; jovens freqüentam o lugar antes da noitada, para ganhar disposição. “É um antídoto para o estresse da cidade”, diz a recepcionista da loja, Anja Hellmeister.

O oxigênio ionizado faz com que o sangue circule melhor pelas veias e ajuda a desobstruir pequenos vasos. Com isso, esse gás vital chega em maior quantidade às células e faz com que o corpo inteiro funcione melhor. Pelo menos na teoria.