Clique e Assine SUPER por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

“Viagra reduz em 39% o risco de infarto”. Não é bem assim…

A manchete se espalhou pela internet. Mas se baseia na interpretação errada de um estudo - que nega, inclusive, essa conclusão

Por Bruno Garattoni Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
16 fev 2023, 11h22

O que a notícia dizia

Um estudo acompanhou 23 mil homens americanos, com idade média de 52 anos, que usaram esse medicamento por mais de uma década – e descobriu que, entre eles, houve 39% menos mortes por doenças cardiovasculares (comparando com outro grupo, de 48 mil homens, que não tomava o remédio). Isso supostamente acontece porque o Viagra dilata os vasos sanguíneos, diminuindo o risco de infarto.

Qual é a verdade

Não é possível afirmar que a redução nas mortes se deva a algum efeito do Viagra. O próprio estudo (1) admite isso (“não é possível estabelecer causalidade”), e diz que pode haver outro fator envolvido: talvez os homens do grupo no qual houve menos mortes fossem mais saudáveis, tivessem uma vida sexual mais ativa – e por isso consumissem o remédio.

Continua após a publicidade
Compartilhe essa matéria via:

Fonte 1. Effect of phosphodiesterase type 5 inhibitors on major adverse cardiovascular events. RA Kloner e outros, 2023.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.