Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Fundo vermelho liso. Ciência Maluca Por redação Super Este blog não é mais atualizado. Mas fique à vontade para ler o conteúdo.

Fumar maconha na adolescência prejudica a inteligência

Por Carol Castro Atualizado em 21 dez 2016, 10h08 - Publicado em 29 ago 2012, 19h50

Mais uma pesquisa para aumentar a discussão sobre o uso de maconha. Se por um lado ela faz menos mal aos pulmões do que o cigarro, por outro, pesquisadores da Universidade Duke, nos Estados Unidos, e King’s College, na Inglaterra, descobriram recentemente que usar maconha na adolescência pode diminuir seu QI (quociente de inteligência).

O teste foi feito com pouco mais de mil pessoas, entre homens e mulheres, da Nova Zelândia, nascidas entre 1972 e 1973. Aos 13 anos, os pesquisadores passaram a eles um teste de QI – repetido 25 anos depois, quando já beiravam os 40. Nesse meio tempo, os voluntários foram convocados cinco vezes (aos 18, 21, 26, 32 e 38 anos) para responder perguntas sobre o uso de maconha.

Entre os participantes, aqueles que haviam começado a fumar na adolescência, lá pelos 18 anos, apresentaram uma redução de 8 pontos no QI, em comparação ao resultado alcançado aos 13 anos. Eles também se mostravam mais desatentos e tinham uma memória fraca. Já os usuários que começaram a fumar depois dessa idade não tiveram nenhum prejuízo mental.

Segundo pesquisadores, a adolescência é a pior fase para fumar maconha ou usar qualquer outro tipo de entorpecente, já que o cérebro passa por um surto rápido de crescimento. Aí qualquer substância tóxica pode interferir e atrapalhar esse desenvolvimento.

E aí, o que você pensa sobre maconha? Dá para liberar depois dos 18 anos ou ela deveria ser eliminada de uma vez?

Crédito da foto: flickr.com/edwardthebonobo

Leia também:
Fumar maconha não prejudica o pulmão, afirmam cientistas
Pessoas que ouvem música alta tendem a fumar mais maconha
Tomar ecstasy pode ajudar a superar traumas

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Transforme sua curiosidade em conhecimento. Assine a Super e continue lendo

Impressa + Digital

Plano completo da Super. Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da SUPER, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Receba mensalmente a SUPER impressa mais acesso imediato às edições digitais no App SUPER, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

App SUPER para celular e tablet, atualizado mensalmente.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)