Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Fundo vermelho liso. Ciência Maluca Por redação Super Este blog não é mais atualizado. Mas fique à vontade para ler o conteúdo.

Fumar maconha não prejudica o pulmão, afirmam cientistas

Por Carol Castro Atualizado em 21 dez 2016, 10h08 - Publicado em 20 abr 2012, 18h16

Queridos fãs do fumo proibido, o estudo é de janeiro, mas, em pleno dia da maconha (entenda melhor aqui), vale dar uma notícia que ainda não havíamos contado: fumar maconha não prejudica o pulmão.

É o que diz um longo estudo realizado nos Estados Unidos. Os pesquisadores acompanharam por 20 anos mais de 5 mil pessoas e aplicaram testes regulares para medir a obstrução pulmonar. A tarefa era simples: respire fundo e depois expire o ar com força. Aí os pesquisadores analisavam quanto ar cada pessoa conseguia soltar no primeiro segundo. A maioria tinha 25 anos quando a pesquisa começou e mais da metade fumava cigarros, maconha ou ambos.

Fumantes de nicotina apresentaram os piores resultados, como era de se esperar… Mas a surpresa apareceu com quem fumava maconha “moderadamente” (pelo menos um baseado por dia durante 7 anos): eles apresentaram uma melhora mínima nas funções pulmonares quando comparados aos não fumantes. Essa melhora é quase insignificante, dá até para ser ignorada.

Mas nem tudo é festa. Segundo o estudo, quando o caso de amor entre maconha e usuário durava mais de 10 anos (ainda considerando um baseado por dia ou 365 ao ano), o pulmão já dava sinais de fraqueza. Isso sem contar os efeitos (ou mitos?) ainda desconhecidos da erva – como perda da memória.

Continua após a publicidade

Crédito da foto: flickr.com/eggrole

Leia também:

Tomar ecstasy pode ajudar a superar traumas

Ratos machos gostam de doces; fêmeas preferem cocaína

Pé na bunda pode ser tão ruim quanto abstinência de cocaína

Continua após a publicidade

Publicidade