Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Contando Ninguém Acredita Por Blog As notícias mais bizarras e surreais do mundo

Britânico é preso após autoridades confundirem cinzas com drogas

Por Lucas Massao Atualizado em 4 jul 2018, 20h35 - Publicado em 24 mar 2016, 17h50

Cinzas(foto por Tracey Jonasson)

Em dezembro de 2015, o britânico Simon Darby faleceu após batalhar contra o câncer. Em seu testamento, ele pedia que Russell Laight, um de seus melhores amigos, jogasse suas cinzas no Oceano Atlântico.

Para realizar o desejo de seu amigo, Russell pegou um avião em Londres com destino a Halifax, capital da província canadense da Nova Escócia. Lá, ele encontraria um amigo e cumpriria a sua promessa com Darby. Contudo, no meio do caminho, o voo sofreu um desvio e teve de pousar no aeroporto internacional St. Johns, na ilha de Terra Nova.

Ao passar pela alfândega, os restos mortais de Darby foram testados positivos para quetamina, uma droga derivada de anestésicos usados pela indústria veterinária. Laight, então, passou cinco dias preso em um tribunal local. “Foi um choque, para ser honesto. Eu fui tratado como se fosse um cachorro. As pessoas me julgavam e todos os meus direitos foram roubados de mim”.

O britânico só saiu de seu cárcere após os resultados de uma análise feita em Ottawa terem comprovado que as cinzas não continham nenhuma substância ilegal. No entanto, elas não foram entregues de volta a Laight, que finalmente conseguiu prosseguir para a Nova Escócia. “Eu realmente quero saber onde elas estão e como elas podem chegar aqui o mais rápido possível. Assim, poderemos fazer o que Simon sempre quis que nós fizéssemos: joga-lo no Atlântico”, declarou.

Apesar do abuso das autoridades canadenses, o jovem admite não ter preenchido corretamente a papelada necessária para viajar com restos mortais. Agora, ele aconselha que as pessoas chequem requisitos para o transporte desse tipo de material.

Contudo, Russell acredita que Simon estaria dando risadas da sua aventura. “Eu consigo vê-lo apontando o dedo para mim, rindo incontrolavelmente e dizendo que eu preciso ‘aprender da maneira difícil’”.

A polícia real da Terra Nova publicou uma nota dizendo que as cinzas de Simon voltarão para a alfândega na próxima segunda-feira (14) e serão encaminhadas ao seu devido dono.

Com CBC

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Transforme sua curiosidade em conhecimento. Assine a Super e continue lendo

Impressa + Digital

Plano completo da Super! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da SUPER, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Receba mensalmente a SUPER impressa mais acesso imediato às edições digitais no App SUPER, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da SUPER, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

App SUPER para celular e tablet, atualizado mensalmente.

a partir de R$ 12,90/mês