Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Oráculo Por aquele cara de Delfos Ser supremo detentor de toda a sabedoria. Envie sua pergunta pelo inbox do Instagram ou para o e-mail maria.costa@abril.com.br.

Os animais também têm diferentes tipos sanguíneos?

Sim. Todas as espécies com sangue têm tipos sanguíneos – umas com mais, outras com menos.

Por Carolina Fioratti Atualizado em 17 dez 2021, 09h43 - Publicado em 15 dez 2021, 15h37

Sim. Todas espécies animais com sangue – não é o caso de lombrigas, águas-vivas ou corais – possuem grupos sanguíneos específicos. Os gatos, por exemplo, têm três tipos diferentes: A, B e AB. Já os cães são classificados por um sistema chamado DEA (Dog Erythrocyte Antigen) com oito tipos: DEA 1.1, DEA 1.2, DEA 3, DEA 4, DEA 5, DEA 6, DEA 7 e DEA 8.

Uma incompatibilidade entre tipos sanguíneos nem sempre é sinônimo de reações adversas na hora da transfusão. Os cavalos, por exemplo, têm um sangue bem complexo: possuem 7 grupos sanguíneos com 32 antígenos cada. Porém apenas as incompatibilidades Qq e Aa são letais. Se o animal não tem anticorpos contra um certo tipo sanguíneo, não haverá uma resposta imunológica, independentemente da compatibilidade

Os cães não possuem anticorpos naturais contra a maioria dos tipos sanguíneos, o que faz com que o sangue não seja rejeitado em um primeiro contato com o corpo. Porém, se uma segunda transfusão for necessária, pode ser que ocorra a rejeição, pois o sistema imunológico já está sensibilizado.

 

Continua após a publicidade

Publicidade