Assine SUPER por R$2,00/semana
Imagem Blog

Oráculo

Por aquele cara de Delfos
Ser supremo detentor de toda a sabedoria. Envie sua pergunta pelo inbox do Instagram ou para o e-mail maria.costa@abril.com.br.
Continua após publicidade

Quanto valeriam os cem mil que Santo Cristo ganhava em Taguatinga?

Quanto valeriam hoje os cem mil que João de Santo Cristo ganhava por mês em Taguatinga? Guilherme Luiz Bandeira, Curitiba, PR Não tinha tempo ruim pro João de Santo Cristo Era o que todos diziam quando ele recebeu Deixou pra trás toda humildade que fingia Quando sentiu no seu bolso o soldo que o patrão lhe deu Quando criança só pensava […]

Por Oráculo
Atualizado em 21 dez 2016, 09h07 - Publicado em 15 dez 2015, 18h20
Reprodução
Reprodução


Quanto valeriam hoje os cem mil que João de Santo Cristo ganhava por mês em Taguatinga?

Guilherme Luiz Bandeira, Curitiba, PR

Não tinha tempo ruim pro João de Santo Cristo
Era o que todos diziam quando ele recebeu
Deixou pra trás toda humildade que fingia
Quando sentiu no seu bolso o soldo que o patrão lhe deu

Quando criança só pensava em ser bandido
Mas um trabalho mais digno de repente apareceu
Pagava bem, lá pouco se trabalhava
E numa carpintaria Santo Cristo enriqueceu 

Ia pra igreja só pra doar o dinheiro
Que fazia o seu bolso e sua conta abarrotar
Sentia mesmo que era mesmo diferente
Sentia que aquilo ali não era o seu lugar

Ele queria sair para ver o mar
E as coisas que ele via na televisão
Sacou dinheiro para poder viajar
De jato próprio escolheu ir ao Japão

Continua após a publicidade

Levava todas as menininhas da cidade
Para esses seus passeios de rapaz explorador
Aos quinze comprou seu primeiro helicóptero
Onde aumentou seu ócio diante de tanto torpor
E para ele a vida sempre funcionava
Era um privilegiado de sua classe e sua cor
Na vida nunca precisou achar resposta
Inventou outra viagem foi direto a Salvador

E lá chegando foi tomar um cafezinho
E encontrou um novo rico com quem foi falar
E o novo rico tinha uma passagem
Ia perder a viagem mas João foi lhe salvar
Dizia ele – Estou indo pra uma ilha
Nesse país lugar melhor não há
Tô precisando ficar com a minha filha
Eu fico aqui e você vai no meu lugar

E João aceitou sua proposta
E num avião rumou pra um paraíso tropical
Ele ficou bestificado com a cidade
E todo maravilhado com a beleza natural
Meu Deus, mas que ilha linda!
É em Noronha que eu vou me aposentar
Mas lembrou que como aprendiz de carpinteiro
ganhava 14 mil* em Taguatiiiiingaaaaa…

_______________________

Continua após a publicidade

A canção Faroeste Caboclo foi lançada em 1987, no álbum Que País É Este, embora Renato Russo tenha escrito a música em 1979. Em 1987, a moeda brasileira oficial era o cruzado. Corrigindo para valores atuais, os Cz$ 100 mil que o Santo Cristo recebia equivaleriam a R$ 14.451,67 mensais*.

Isto posto, Guilherme e demais súditos deste Oráculo, surge uma pergunta que nem eu sou capaz de responder: por que raios Santo Cristo virou traficante se ganhava quase 15 paus por mês como estagiário? Quase tão difícil quanto interpretar o significado de Há Tempos, do mesmo Renato Russo.

Porém, há quem defenda que os 100 mil pudessem ser meramente metafóricos. É o que afirma Luiz Gonzaga Motta, especialista em estudos de narrativa e professor da Faculdade de Comunicação da UnB, autor de um artigo que compara a trajetória de João de Santo Cristo a de Jesus Cristo: “Cem mil é um número que reverbera como se o personagem estivesse estabilizado na profissão. Não necessariamente corresponde a um valor real”.

*Segundo o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), calculado pelo IBGE.

Continua após a publicidade


Post anterior: Por que as bactérias do intestino formam a flora intestinal? Não seria fauna?

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.