Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Cientistas usam “pornô panda” para tentar evitar extinção da espécie

Por Débora Spitzcovsky Atualizado em 21 dez 2016, 10h33 - Publicado em 3 abr 2013, 10h00

Quem disse que são só os seres humanos que curtem um pornô? Na China, depois de inúmeras tentativas frustradas de fazer o casal de pandas gigantes Ke Lin e Yong Yong acasalar, os cientistas do Chengdu Research Base of Giant Panda Breedingcentro chinês de pesquisa e reprodução da espécie – decidiram apelar para a estimulação dos filmes pornô. E não é que deu certo?

Ao assistir ao vídeo de outros pandas tendo relações sexuais, a fêmea Ke Lin – que até então vinha rejeitando o namorado que haviam escolhido para ela – resolveu ceder às investidas de Yong Yong e acasalou com o macho. O filme ficou conhecido na imprensa internacional como “pornô panda”.


Cadê o direito à privacidade? Os cientistas chineses registraram a “sessão de cinema” de Ke Lin

Apesar de ter um lado cômico, a alternativa descoberta pelos cientistas chineses é séria. Incluídos na lista vermelha da União Internacional para Conservação da Natureza (IUCN), os pandas já são considerados uma espécie ameaçada de extinção no mundo: existem na natureza pouco mais de dois mil exemplares do mamífero, sendo que a maioria vive em regiões montanhosas e isoladas da China – e por isso (ainda) não sofreu com a destruição de seu habitat natural.

Para garantir a perpetuação da espécie de pandas gigantes no mundo, a esperança da comunidade científica são os animais que vivem em cativeiro, mas, se eles não querem acasalar no curto período fértil das fêmeas, a situação complica. Só resta apertar o play e torcer para que o filme seja bom…

Fotos: San Diego Shooter/Creative Commons e Divulgação/Chengdu Research Base of Giant Panda Breeding

Leia também:
Sem bambu, pandas estão ameaçados
Berçário de pandas
Ecoturismo pode ajudar a proteger pandas na China
A vida sexual dos pandas
O calvário dos pandas

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Transforme sua curiosidade em conhecimento. Assine a Super e continue lendo

Impressa + Digital

Plano completo da Super! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da SUPER, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Receba mensalmente a SUPER impressa mais acesso imediato às edições digitais no App SUPER, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da SUPER, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

App SUPER para celular e tablet, atualizado mensalmente.

a partir de R$ 12,90/mês