Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Depois de três catástrofes ambientais na mesma semana, prefeito é obrigado a plantar árvores

Por Redação Super Atualizado em 21 dez 2016, 10h36 - Publicado em 20 set 2011, 18h52

Uma série de acontecimentos catastróficos deu trabalho ao prefeito de Quiz City. A pequena cidade, que ficou conhecida como o berço de alguns dos palhaços mais famosos do mundo, quase foi destruída pela fúria da natureza. Considerado culpado, o prefeito Jânio Smart foi obrigado a tomar medidas drásticas para contornar a situação.

Tudo começou com uma greve da associação de lixeiros da cidade, que deixou as ruas cobertas de lixo. Em seguida, uma infestação de ratos e baratas tirou a paz dos moradores, que precisaram se abrigar na na biblioteca municipal. Quando se pensou que o pesadelo estava no fim, uma chuva forte não deixou mais ninguém sair de casa por três dias seguidos. Grupos religiosos extremistas associaram os acontecimentos ao fim do mundo.

Ambientalistas do Escritório de Análise de Impacto Ambiental de Quiz City criticaram a postura do prefeito, que estava embargando um projeto de arborização das ruas da cidade. Pressionado pela população, Smart aprovou o projeto que investirá uma quantia não revelada de dinheiro público na construção de parques, jardins e praças e no plantio de pelo menos seis espécies de árvores dentro do perímetro de Quiz City. Dizem que a chuva parou no instante em que o documento foi assinado.

Não é a primeira vez que o prefeito se envolve em polêmicas com o meio-ambiente. Jânio Smart já foi investigado por associação com o escândalo ambiental provocado pela empresa Arkhos Biotech na Amazônia, cerca de um ano atrás.

Acompanhe o andamento das obras de Quiz City aqui.

Continua após a publicidade

Publicidade