GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Apenas o exercício aeróbico queima gordura

Qual a diferença entre os exercícios aeróbicos e anaeróbicos?

“Somente os exercícios aeróbicos, de longa duração, queimam gordura e ajudam a emagrecer”, explica Cláudia Forjaz, professora de Educacão Física da Universidade de São Paulo. Os anaeróbicos, de alta intensidade e curta duração (menos de 3 minutos), são indicados para aumentar a musculatura.

Quimicamente, o que acontece é que, nos aeróbicos, as células dos músculos consomem oxigênio para produzir energia; nos anaeróbicos, esse gás é desnecessário. Há duas formas de produzir energia anaerobicamente. Nos primeiros segundos, o organismo quebra o ATP, molécula armazenadora de energia, que existe em estoque dentro da célula. Depois, passa a transformar glicose em ATP para poder continuar a usá-la (veja infográfico).

Se o exercício for aeróbico, menos intenso mas de maior duração, o corpo exige mais energia, mas tem mais tempo para produzi-lá. Ai, a glicose se transforma em uma enzima que entra na mitocôndria (uma estrutura da célula) e, em reação com o oxigênio, produz dezoito vezes mais ATP do que o processo anterior. Mas, como a glicose é uma substância vital para o funcionamento doc erébro, o corpo evita utilizá-la em grande quantidade e recorre às moléculas de gordura para produzir energia. Por isso, o exercício aeróbico consome não só a gordura dos músculos como a de outras partes do corpo.

Curta distância
Para correr 100 metros o atleta precisa produzir energia com rapidez, recorrendo aos processos anaeróbicos. É o caso também da musculação, arremesso de peso e outros.

Maratona
Nas corridas de longa distância o corpo precisa de mais energia, mas ela pode ser produzida aos poucos, aerobicamente. Outros esportes, como a natação, usam o mesmo processo.

Como a célula muscular produz ATP
Há duas formas de fabricar energia sem oxigênio. Mas, em exercícios prolongados, o gás é indispensável.

Anaeróbico (até dez segundos)
Em exercícios intensos e curtos, a energia é extraída da quebra das moléculas de ATP armazenadas dentro das células musculares.

Anaeróbico (dez segundos a três minutos)
Nos exercícios intensos longos, para produzir ATP a glicose da célula vira ácido pirúvico. Cada molécula de glicose produz dois ATPs, além de gerar o ácido lático, que provoca a fadiga.

Aeróbico
Em exercícios com mais de três minutos, a glicose vira ácido pirúvico, entra na mitocôndria e produz a enzima acetil-coA. Aeróbico Se o exercício se prolonga, a gordura da célula entra na mitocôndria e também se transforma na enzima acetil-coA. Com a presença de oxigênio (02), a enzima proveniente tanto da glicose quanto da gordura sofre uma série de reações químicas e produz várias moléculas de ATP.