Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Beijo com sabor de molho tártaro

Gêngis Khan e Napoleão Bonaparte vão estar destruindo seu carro e roubando seu cavalo de cor branca se o senhor for estar insistindo em falar no gerúndio em pleno 2014

Por Da Redação Atualizado em 31 out 2016, 18h52 - Publicado em 26 Maio 2014, 22h00

SENSUALIZANDO

Gatíssimo coroa Oráculo, quando os casais começaram a se beijar de língua?

Abda Suzanny,

Paulista, PE

Já que beijo não deixa fóssil, é difícil de definir com exatidão. No livro História Íntima do Beijo, a pesquisadora Julie Enfield diz que as primeiras referências ao gesto são esculturas no templo Khajuraho, na Índia, de 2.500 a.C. (sim, essas aí do lado). Mas o beijo na boca seria muito mais antigo – só que sem a pegada romântica. Nossos ancestrais mastigavam alimentos para os filhos pequenos, e as mães costumavam colocar a comida mastigada diretamente na boca da criança. A prática evoluiu e mudou – na Roma antiga, já havia o beijo de língua como conhecemos. Agora explique-se, #gatíssimo e #coroa são avaliações do Oráculo no Lulu?

TRADUZINDO

Por que a tradução de Guilherme é William?

Guilherme Alencar,

Agudos, SP

Porque assim como pessoas, produtos e comidas, palavras gringas também se adaptam em um país estrangeiro. Segundo Lincoln Fernandes, professor de Língua e Literatura Estrangeiras da UFSC, Guilherme e outros nomes de reis chegaram ao Brasil com tradução indireta do francês (o francês era o inglês do mundo até pouco antes da Segunda Guerra. Todo mundo esperto tinha de saber). “Guilherme foi criado a partir do nome em francês (Guillaume) e não do inglês (William)”, diz. E ambos vieram do germânico Willahelm. Um abraço, William.

TEMPERANDO

Por que o molho tártaro tem esse nome? Há alguma relação com a mitologia grega?

Thati Castro,

Presidente Epitácio, SP

Indiretamente, sim, explica Elisa Battisti, professora de Linguística da UFRGS. Tártaro, o temido abismo obscuro da mitologia grega, também virou termo para designar os mongóis, que, liderados por Gêngis Khan, tocaram o terror na Ásia até chegar à Europa no século 13, criando um dos maiores impérios da história. Os soldados tártaros comiam carne crua temperada com um molho à base de legumes e ervas, que acabou fazendo sucesso no Ocidente. Esse molho evoluiu na culinária francesa do século 19, expandindo-se de lá para outros lugares, como o seu peixinho frito aí na praia.

ESTOURANDO

Por que estourar plástico bolha é tão bom?

Continua após a publicidade

Airton Renan,

Belém, PA

Os estímulos táteis repetitivos – em que podemos incluir o plástico bolha – de fato ajudam a controlar a irritação. Segundo o psiquiatra do Hospital de Clínicas de Porto Alegre Lucas Lovato, isso aciona as áreas do cérebro ligadas a gratificação, alívio e conforto. “Estourar plástico bolha pode até reduzir sentimentos negativos”, diz Lovato. A fabricante Sealed Air Corporation realizou uma pesquisa com 1.191 pessoas. O levantamento revelou que um minuto estourando plástico bolha é o equivalente a 33 minutos de massagem. Pode ser exagero. Mas plástico bolha é tão bom que merecia até uma festa.

DESCABELANDO

É verdade que homens circuncidados sentem bem menos prazer nas relações sexuais? Realmente as chances de DST são bem menores?

Eliezer Campos,

Iporá, GO

A circuncisão – remoção do prepúcio, a prega de tecido que cobre a glande – não interfere no prazer do homem. Isso é mito, segundo estudos a respeito. Sobre as doenças, Walter Koff, professor de urologia do Hospital de Clínicas de Porto Alegre, diz que as chances realmente são menores. Um estudo realizado na universidade americana Johns Hopkins acompanhou 3,5 mil homens sexualmente ativos em Uganda e constatou que a circuncisão diminuiu o risco de contrair HIV e outras DSTs. Isso ocorre porque o prepúcio dificulta a higiene do pênis, atraindo infecções. Se você tem prepúcio, limpe direito esse treco.

GUERREANDO

Por que a Suécia não participou da Santa Aliança?

Guilherme Guimaraes,

Coité, BA

Porque ela não tinha essa bola toda. A Santa Aliança foi criada em 1815 para juntar a turma que derrubou Napoleão e seus arroubos napoleônicos de conquistar toda a Europa. Áustria, Prússia e Rússia se reuniram no famosérrimo Congresso de Viena para resolver questões como a volta ao poder de reis e a recuperação de territórios perdidos nas guerras com Bonaparte. A Suécia era favorável a esse sistema, mas não era uma grande potência e não tinha muita influência. Já o Reino Unido, o outro vencedor que estava em Viena, quis ficar de fora da aliança.

GRANDES CONQUISTADORES (DE TERRAS)

Gêngis Khan – 20 milhões de km2

Alexandre, o Grande – 5 mi km2

Napoleão Bonaparte – 2 mi km2

Adolf Hitler – 3 mi km2

Continua após a publicidade

Publicidade
Comportamento
Beijo com sabor de molho tártaro
Gêngis Khan e Napoleão Bonaparte vão estar destruindo seu carro e roubando seu cavalo de cor branca se o senhor for estar insistindo em falar no gerúndio em pleno 2014

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Transforme sua curiosidade em conhecimento. Assine a Super e continue lendo

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

App SUPER para celular e tablet, atualizado mensalmente.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Plano completo da Super. Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da SUPER, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Receba mensalmente a SUPER impressa mais acesso imediato às edições digitais no App SUPER, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês

Publicidade