GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Como escapar de uma ilha deserta?

No Brasil, segundo o Sistema de Informações de Naufrágio, foram registrados 2180 casos entre 1995 e 2010, mas não há estatísticas só sobre náufragos. Caso você tenha a infelicidade de ser um deles e acabar em uma ilha deserta, siga estas dicas - comer sapato não está com nada.

1. Terra à vista

Para sair da ilha é preciso chegar lá. Para isso use a sua calça como boia.

A. Avesso
Feche o zíper e o botão da calça e vire-a do avesso. Dê um nó em cada ponta. Desvire-a para o lado certo.

B. Golpe
Erga a calça e bata forte com o tecido na água. Feche o cós para não entrar água.

C. Boie
As pernas irão inflar de ar e você poderá flutuar por alguns minutos. Quando esvaziar, repita a operação.

2. Fique facinho

A melhor chance de sobreviver é ser encontrado por alguém. Por isso, trate de ficar visível. Acenda uma fogueira. Ela servirá para aquecer, preparar comida e fornecer luz e fumaça para você ser identificado a distância.

PROIBIDO
Assoprar quando aparecer a chama. O ar que sai do pulmão tem 12% menos oxigênio. Abane com a mão.

DICA
Jogue folhas verdes no fogo. A água dentro das folhas, em contato com o calor, vai gerar uma fumaça preta boa para chamar atenção.

3. Fazendo a mala

Sair da ilha é a sua última opção. Você não vai sobreviver por mais de 4 dias sem água. Por isso leve a água que puder dentro de cocos ou peles de animais (e também objetos para armazenar a chuva). Comida e uma proteção contra o sol são essenciais.

4. Com quantos paus se faz uma canoa?

Cinco troncos de madeira e 4 ripas são suficientes para a jangada. Se você estiver sem faca, corte a madeira com pedra lascada.

A. Teste
Corte apenas 30 centímetros de galho e jogue-o na água. Se ele boiar, a árvore inteira também vai.

B. Sulcos
Faça 4 sulcos nas toras de madeira nas duas extremidades, do lado de cima e de baixo. Encaixe as ripas que vão segurar a jangada.

C. Ripas
Prenda as ripas, feitas da mesma madeira, nos sulcos e amarre. Leve muita corda extra. No mar as cordas vão estragar e você terá de trocá-las.

D. Cordas
Na falta de cipó, escolha cascas de árvore flexíveis. Faça o teste: des-casque uma árvore. Se a fibra sair inteira, serve de corda – e poderá amarrar as ripas.

5. A jangada vai sair no mar

Para soltar a jangada, procure a corrente de retorno, o lugar por onde as ondas que são levadas até a praia voltam para o oceano. Identifique-a pela cor (mais barrenta) e pela água fria e profunda. É mais fácil vê-la na maré baixa, quando o mar está calmo.

6. A vida vem em ondas

Descubra quais são as correntes marítimas perto da sua ilha observando de que lado as ondas estouram em pedras no meio do mar.

CORRENTE
No Brasil existem três correntes principais: no Norte, há uma que vai de sudeste a noroeste, e no Sudeste há uma qe atua de sul a leste e outra de nordeste a sul. Pegue a sua e vá com fé.