GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Filmes do Oscar: do que eles falam? Quanto já lucraram? O que a crítica achou?

A Forma da Água, Me Chame Pelo Seu Nome, Três Anúncios Para Um Crime, Corra! Todos parecem muito legais, mas são sobre o que?

Todo ano é a mesma coisa: os filmes do Oscar são anunciados e você não sabe do que boa parte deles se trata. Natural: alguns deles nem mesmo estrearam por aqui. Mas calma, vamos te ajudar. Abaixo estão os trailers e as sinopses de todos os filmes indicados à categoria de Melhor Filme.

Para ajudar você a escolher qual assistir primeiro, colocamos a média das notas de críticos ao redor do mundo (coletadas pelo Metacritic) – e se você não confiar na opinião deles, fique com a opinião do público (quanto maior a renda do longa, mais gente foi ver ele no cinema, obviamente).

Faça suas escolhas e prepara a pipoca, então. And the Oscars goes to…

Me chame pelo seu nome

Sinopse: É o verão de 1983 no norte da Itália, e Elio Perlman (Timothée Chalamet), um rapaz precoce de 17 anos, passa os dias na villa do século 17 de sua família, transcrevendo e tocando música clássica, lendo e flertando com sua amiga Marzia (Esther Garrel). Um dia, Oliver (Armie Hammer), um estudante de pós-graduação, chega para ajudar o pai de Elio, como o aluno-visitante anual de verão. Em meio ao esplendor ensolarado deste cenário, Elio e Oliver descobrem a embriagadora beleza do despertar do desejo ao longo de um verão que mudará suas vidas para sempre.

Nota dos críticos: 9,3/10

Renda: R$ 29 milhões (Até agora só foi computado o faturamento nos EUA)

O Destino de uma Nação

Sinopse: Durante os primeiros dias da Segunda Guerra Mundial, com a iminente queda da frança, o Reino Unido passa por seu momento mais difícil, já que as ameaças de invasão alemã crescem. Conforme os impáraveis nazistas avançam, e com o exército aliado encurralado nas praias de Dunkirk, o destino da Europa Ocidental depende da liderança do recém indicado primeiro ministro Winston Churchill (Gary Oldman). Enquanto manobra com seus políticos rivais, ele deve confrontar sua última opção: negociar com Hitler ou, indo contra todas as possibilidades aparentemente racionais, arriscar tudo para enfrentá-lo.

Nota dos críticos: 7,5/10

Renda: R$ 248 milhões

Dunkirk

Sinopse: Dunkirk começa com centenas de milhares de tropas britânicas e aliadas cercadas por forças inimigas. Encurralados na praia e com o mar em suas costas, eles enfrentam uma situação impossível à medida que os inimigos se aproximam.

Nota dos críticos: 9,4

Renda: R$1.694 bilhões

Corra!

Sinopse: O longa acompanha um final de semana na vida de Chris (Daniel Kaluuya), um jovem afro-americano que visita a propriedade da família de sua namorada. A princípio, Chris vê o comportamento exageradamente hospitaleiro da família como uma tentativa desajeitada de lidar com a relação interracial da filha, mas, no decorrer do final de semana, uma série de descobertas perturbadoras o levam a uma verdade que ele nunca poderia imaginar.

Nota dos Críticos: 8,4/10

Renda: R$821 milhões

Lady Bird – A Hora de Voar

Sinopse: Christine “Lady Bird” McPherson (Saoirse Ronan) luta contra, mas é exatamente como, sua selvagemamente amorosa, profundamente opinativa e forte mãe (Laurie Metcalf), uma enfermeira que trabalha para manter sua família unida após o pai de Lady Bird (Tracy Letts) perder o emprego. Passando em Sacramento, Califórnia, no ano de 2002, mostrando a rápida mudança econômica dos EUA, Lady Bird é um olhar sobre as relações que nos moldam, as crenças que nos definem e a beleza incomparável de um lugar chamado casa.

Nota dos Críticos: 9,4/10

Renda: R$125 milhões (Até agora só foi computado o faturamento nos EUA)

Trama Fantasma

Sinopse: Ambientada na Londres dos anos 1950, a produção resgata o glamour e a alta costura da época e apresenta a vida de Reynolds Woodcock, um estilista confiante e focado que tira inspiração das mulheres que, constantemente, entram e saem de sua vida. Acostumado a vestir a realeza, estrelas de cinema, socialites e damas, Woodcock vê sua trama perder o rumo quando se envolve com Alma (Vicky Krieps), uma jovem forte que logo se torna um acessório necessário para sua vida e carreira, como musa e amante.

Nota dos Críticos: 9,0/10

Renda: R$19 milhões (Até agora só foi computado o faturamento nos EUA)

The Post: A Guerra Secreta

Sinopse: Steven Spielberg dirige Meryl Streep e Tom Hanks aqui em The Post: A Guerra Secreta um drama sobre a parceria improvável entre o Washington Post de Katharine Graham (Streep), a primeira publisher de um grande jornal americano, e Ben Bradlee (Hanks), conforme eles correm contra o New York Times, para expor um grande acobertamento de segredos do governo americano, que envolveu 30 anos e quatro presidentes americanos. Os dois devem superar duas diferenças e arriscar suas carreiras – e a própria liberdade – para ajudar a trazer à luz verdades bem enterradas.

Nota dos Críticos: 8,3/10

Renda: R$174 milhões

A Forma da Água

Sinopse: Um conto de fadas dos mais imaginativos ambientado no cenário dos EUA da Guerra Fria, por volta de 1962. No laboratório secreto e de alta segurança do governo onde trabalha, a solitária Elisa (interpretada por Sally Hawkins) vive presa em uma vida de isolamento. Sua vida muda para sempre quando ela e a colega Zelda (interpretada por Octavia Spencer) descobrem uma experiência secreta. Também estão no elenco Michael Shannon, Richard Jenkins, Doug Jones e Michael Stuhlbarg.

Nota dos Críticos: 8,6/10

Renda: R$124 milhões

Três Anúncios Para Um Crime

Sinopse: Meses após o homicídio de sua filha e sem um culpado preso, Mildred Hayes (ganhadora do Oscar® Frances McDormand) faz uma jogada ousada, ela aluga três outdoors com mensagens dirigidas ao venerado chefe da polícia da cidade. Quando seu segundo comandante, um homem mimado com inclinação para violência, se envolve no assunto, a batalha entre a aplicação da lei e Mildred foge do controle

Nota dos Críticos: 8,6/10

Renda: R$172 milhões

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Edemberg Freitas

    Já vi alguns. Sinceramente esse ano tá bem complicado em apontar um favorito. Corra! é bom mas não isso tudo. A Forma da Água é uma versão de “A Bela e a Fera” mais pesada. Dunkirk gostei muito, já o F. Germano que escreveu essa matéria….. rsrrsrs

    Curtir