GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Guia das temporadas – 23 grandes momentos de Lost

Perdido no meio de tantos episódios, temporadas e saltos no tempo de Lost? Eis um guia para se atualizar e assistir a última temporada entendendo tudo sobre a série

Texto Leandro Narloch

1ª Temporada
Uma ilha quase deserta

Um homem abre os olhos no meio da selva. Corre até a praia e encontra destroços do avião em que voava, alguns corpos e pessoas feridas. Entre eles há uma fugitiva, um músico viciado em heroína, um casal de coreanos, um ex-soldado iraquiano e um careca espantado com o fato de seus pés se mexerem. O grupo se depara com uma ilha deserta – na verdade não tão deserta assim. É habitada por um misterioso monstro de fumaça, ursos polares, uma francesa sozinha há 16 anos e homens maus que sequestram crianças. Alguns dos sobreviventes encontram uma estranha escotilha e passam um bom tempo tentando abri-la. Caso você não tenha assistido e reassistido o início de Lost, é bom se lembrar do que aconteceu.

Grandes momentos

1. Na floresta, Sayid cai numa armadilha. Acorda numa cadeira elétrica armada por Danielle Rousseau. Descobre que foi ela quem gravou a mensagem de rádio que se repete na ilha há 16 anos. Episódio 8

2. Hurley resolve descontrair e chama a turma para jogar golfe. Ilha deserta também é diversão! Episódio 8

3. Boone escala um pequeno penhasco para entrar no bimotor nigeriano. Descobre as estátuas cheias de heroína e liga um rádio. Fala com os outros sobreviventes do Oceanic, até o avião cair do penhasco. Boone morre dias depois. Episódio 14

4. Michael, Walt, Sawyer e Jin tentam sair da ilha em uma jangada. Encontram um barco de pesca, pedem socorro, mas se dão mal. Eram os Outros, que sequestram Walt e explodem a jangada. Episódio 23

5. Hurley vê que seus números malditos (4, 8, 15, 16, 23, 42) estão gravados na escotilha. Tenta evitar que os amigos acendam a dinamite, mas não consegue. A escotilha se abre. Episódio 23.

A melhor frase
“Não me diga o que eu não posso fazer”
John Locke

2ª Temporada
A ilha se revela

Os sobreviventes descobrem que a escotilha é na verdade a Estação Cisne, mantida por um escocês esquisito chamado Desmond. A Cisne se torna o centro dos acontecimentos: os sobreviventes passam a cuidar dela, digitando os números 4, 8, 15, 16, 23 e 42 a cada 108 minutos. Enquanto parte da turma aperta os botões para salvar o mundo, surgem os sobreviventes que estavam na cauda do avião. Entre eles Ana Lucia, Bernard (o marido de Rose), Libby e Eko. No fim da temporada, Locke e Desmond decidem parar de digitar os números na Cisne. A estação se destrói.

Grandes momentos

6. Jack e Locke assistem o vídeo de orientação da Iniciativa Dharma. O cientista Marvin Candle (o pai de Miles, que também usa o nome Pierre Chang) mostra que a ilha abrigou estranhas pesquisas científicas nos anos 70. A ilha começa a se revelar. Episódio 3

7. O monstro de fumaça aparece para Charlie e Mr. Eko na floresta. Charlie sobe numa árvore, já o nigeriano resolve encarar o monstro. Sobrevive. Episódio 10

8. Durante uma discussão no meio da chuva, Sayid diz a Shannon que a ama. Os dois se abraçam, mas o romance dura pouco. Ela tem uma visão com o garoto Walt e sai atrás dele. Acaba levando um tiro, por engano, de Ana Lucia. Morre nos braços de Sayid. Episódio 7

9. No melhor diálogo da temporada, Locke tenta convencer Jack a ajudá-lo a digitar os números na Estação Cisne. “Por que é tão difícil para você acreditar?”, diz Locke. “E por que para você é tão fácil?”, responde Jack. Episódio 3.

A maior revelação
No último capítulo, Desmond conclui que causou a queda do Oceanic. No dia em que matou acidentalmente seu colega da estação, Kelvin, demorou para digitar os números. A demora liberou uma força eletromagnética que fez o avião cair.

3ª Temporada
Na casa dos outros

O começo da 3a temporada é espetacular: os moradores da Vila Dharma, entre eles Juliet e Ben, veem o Oceanic se despedaçar e cair na ilha. Revela-se assim o universo dos Outros, que se mostram seres bem menos poderosos do que antes se pensava. Um deles, Ben, até sofre de câncer, que Jack acaba operando para livrar Sawyer e Kate da morte (mesmo depois de ver, por um dos monitores de vigilância, os dois abraçadinhos na jaula). A temporada acaba tão boa quanto o começo. Charlie morre heroicamente ao desativar o sistema de rádio da Estação Espelho – numa cena que arrancaria lágrimas até de monstro de fumaça. Com os sinais de rádio liberados, Jack e os demais sobreviventes conseguem fazer contato com o barco de resgate – o ponto de partida para irem embora de lá. A última cena adianta que eles vão conseguir… e se arrepender. Um Jack todo depressivo encontra Kate nos arredores de um aeroporto. Diz a ela: “Não deveríamos ter deixado a ilha, Kate. Nós temos que voltar”.

Grandes momentos

10. Kate e Sawyer resolvem parar de enrolar e finalmente se enjaulam na jaula dos Outros. Episódio 6

11. Desmond gira a chave da escotilha e viaja no tempo. Sua consciência cai em Londres em 1996, onde ele rompe o noivado. Depois aparece nu no meio da floresta da ilha, com a foto que tirou com Penny. Episódio 8

12. Desmond conta a Charlie que tem visões com a morte dele: “Eu sinto muito, irmão. Não importa o que eu faça, você vai morrer, Charlie”. Episódio 9

13. Sawyer mata por estrangulamento Anthony Cooper. Trata-se do pai de Locke e o homem que provocou a morte dos pais de Sawyer. Episódio 19

14. Locke, quase morto entre os corpos dos antigos membros da Dharma, vê Walt. O garoto, com uma confiança celestial, diz: “Levante-se, John. Você tem muito trabalho a fazer”. Episódio 22

Temporada da firula
Com o sucesso de Lost, os roteiristas esticaram a série criando histórias paralelas e pouco relevantes. Um exemplo é o episódio 9. Jack vai à Tailândia, pega uma tailandesa e leva uma surra dos tailandeses. Nada disso foi relevante para a série. (Pelo menos, a tailandesa Achara era linda.)

4ª Temporada
O começo do fim

A 4a temporada é a mais curta de todas, com 13 episódios. Todos eles giram em torno do esforço da turma para chegar até o barco de resgate. O barco, na verdade, não é de resgate, mas um cargueiro cheio de violentos mercenários contratados por Charles Widmore para achar a ilha e capturar Benjamin Linus. Entre eles há um pessoal do bem: o físico nerd Daniel Faraday, a antropóloga Charlote, o vidente Miles e Lapidus, um piloto meio hippie e tranquilão. Esses 4 logo ficam amigos dos sobreviventes e se misturam a eles. Juliet, a cientista dos Outros, também passa para o lado dos Oceanics. No fim da temporada, só alguns sobreviventes (Jack, Kate, Sun, Hurley, Sayid e Aaron), além de Desmond, conseguem deixar a ilha. Enquanto eles voam para o continente, Ben tenta salvar sua vida e manter a ilha longe de Widmore. Decide tomar uma atitude radical: mover a ilha. Ao girar a roda encravada em pedras no subterrâneo da Estação Orquídea, ocorre um enorme clarão. A ilha desaparece no meio do mar.

Grandes momentos

15. Desmond vê sua consciência oscilar entre 1996 e 2004. Orientado pelo Faraday de 2004, vai procurar o Faraday de 1996, que lhe recomenda achar uma constante entre as duas épocas: Penny. Episódio 5

16. Michael, culpado e sem a companhia do seu filho, Walt, decide se matar. Faz 3 tentativas, mas escapa milagrosamente de todas. Acaba virando agente infiltrado por Ben no barco de Widmore. Episódio 8

17. Pela janela de uma das casas da Dharma, Ben assiste sua filha adotiva, Alex, ser executada sem piedade pelo mercenário Keamy. Episódio 9

18. Durante um sonho, Locke vê Horace, um dos membros da Dharma, que diz: “Eu não estou falando nada com nada, né? Provavelmente porque eu estou morto há 12 anos”. Episódio 11

19. Os fãs descobrem que o velório que Jack visita é o de John Locke, bem ele, que não queria sair da ilha. Episódio 13.

Flashes do futuro
Na 4a temporada, flashes adiantam o que acontecerá fora da ilha. Sun compra a empresa do pai. Kate ganha liberdade condicional e cuida de Aaron. E Jack, como todos já sabiam, decide que precisa voltar à ilha.

5ª Temporada
Perdidos no tempo

Depois de Ben mover a ilha, os sobreviventes que ficaram por ali vivem saltos aleatórios (e sensacionais) através do tempo. Vão, no mesmo dia, para 2001, para os anos 50, 80, e até para antes do século 20. A oscilação acaba quando Locke entra num poço abandonado e gira mais uma vez a misteriosa roda subterrânea. O tempo se restabelece, só que em 1974. Presos nesse ano, Sawyer, Juliet, Miles, Jin e Faraday ingressam na Iniciativa Dharma (que então está começando) e vivem tranquilos na ilha durante 3 anos. Já Locke, depois de girar a roda, vai para o continente, no ano de 2007, e acaba sendo estrangulado por Ben. Seu corpo viaja no avião da companhia Ajira que leva a turma toda de volta para a ilha. Eles conseguem voltar, só que parte deles (Jack, Hurley, Kate e Sayid) vai para 1977, encontrando os colegas que se passam por funcionários da Dharma. Já Sun e Ben caem em 2007. (Ô temporada complicada!)Locke aparece vivo na ilha, determinado a matar Jacob – o que Ben acaba fazendo por ele.

Grandes momentos

20. O mítico Jacob enfim é revelado. Ele aparece ao pé da estátua de Taweret, acompanhado de um homem que parece ser seu inimigo. Os dois esperam um barco, que lembra o Black Rock, chegar à ilha. Episódio 1

21. Faraday vai até o acampamento dos Hostis à procura de sua mãe, Eloise. Ela dá um tiro no filho, que morre dizendo: “Você sempre soube que isso iria acontecer e me mandou para cá mesmo assim”. Episódio 14

22. Jin é socorrido no mar por jovens franceses. Entre eles está uma Danielle Rousseau adolescente e grávida de 7 meses. Jin assiste o momento em que Rousseau mata o namorado após ele tentar matá-la. Episódio 5

23. Juliet explode o núcleo de bomba de hidrogênio na Estação Cisne. Ela e os outros sobreviventes acreditam que isso evitaria o fenômeno magnético que causou a queda do Oceanic 815. Será que deu certo? Episódio 1.

Avante para o passado
Durante os saltos temporais, os sobreviventes revivem cenas das primeiras temporadas. Locke avista o raio de luz liberado pela escotilha recém-aberta. Sawyer espia Kate fazendo o parto de Claire.