Clique e assine com até 75% de desconto

Japoneses comprovam: é possível viver com quase nada

A onda de ter só o que é necessário está cada vez mais forte no Japão

Por Felipe Germano 21 jun 2016, 19h00

Apesar de rimar, organização e acumulação são coisas bem diferentes. A capa da SUPER de maio já falou sobre isso: a japonesa Marie Kondo propôs que, para nos organizarmos, é preciso manter apenas o que é útil. O resto? Jogue fora.

Eis que a teoria de Kondo ganhou o mundo, ganhou força nos Estados Unidos e agora está cada vez mais popular em sua terra natal, o Japão. Os adeptos são chamados de “minimalistas”.

Para retratar essa tendência, o fotógrafo da Reuters, Thomas Peter criou o projeto Less is Less (“Menos é Menos”, em português), em que registra a intimidade de alguns adeptos do movimento. As imagens mostram as (vazias) casas dos japoneses organizados, permitindo-nos visualizar o que é viver, literalmente, com pouco.

Publicidade