GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Madame Bovary

Gustave Flaubert

NOME ORIGINAL_Madame Bovary (França)
EDIÇÃO NO BRASIL_ Nova Alexandria; 1993

DO QUE TRATA

Casada com um médico de província, a frívola Emma passa os dias lendo romances. Para escapar do tédio, põe em prática o que aprendeu nos livros e inicia casos extraconjugais. Ela tenta deixar o marido para viver com um amante, mas é rejeitada e adoece. Descobre ter arruinado financeiramente o marido graças ao seu luxuoso estilo de vida. Suicida-se com arsênico.

QUEM ESCREVEU

Filho de um médico de província e dono de terras, Flaubert (1821-1880) começou a escrever ficção após ser reprovado na universidade de Direito. Sofrendo com ataques de epilepsia, decide se isolar. Participou do círculo literário francês, que contava, entre outros, com Emile Zola e George Sand.

POR QUE MUDOU A HUMANIDADE

Essa obra-prima do realismo provocou escândalo na França, sobretudo devido à ausência de uma explícita condenação moral aos atos da protagonista traidora. Processado por ofensa à moral e à religião, Flaubert proferiu diante do tribunal a célebre frase: “Emma Bovary sou eu”, numa defesa ao direito de expressão. O romance é também uma contundente crítica ao idealismo romântico, numa narrativa que procura a perfeição da forma e a riqueza de detalhes.