GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Mensagens que chegaram à redação da Super

Escrituras divinas

O que mais me impressiona nos povos que escreveram a Bíblia é a capacidade de moldar os textos bíblicos, inferiorizando as mulheres (“Quem Escreveu a Bíblia”, dezembro). Exemplo disso é a culpa que Eva carrega por trazer o mal para a Terra. Verdade ou não, essa história provocou uma enorme impacto para as mulheres, que passaram anos e anos rotuladas como inferiores aos homens. Felizmente, no Brasil, esse conceito já mudou muito. Mas é nítido que, em alguns países, a Bíblia e outros livros religiosos as privam de interagir com a sociedade. Portanto, a minha resposta para quem escreveu a Bíblia é: os povos antigos e, mais precisamente, os homens.

Vanessa Érika Mascarenhas do Carmo

Conhecer o autor da Bíblia é interessante para sabermos como nos guiar e conhecer um pouco mais sobre nossa criação. Assim, podemos, muitas vezes, achar uma razão para nossa vida e dar a ela um novo sentido.

Hassan, Foz do Iguaçu, PR

Obama lá

Desde que soube que havia um negro concorrendo às eleições americanas, fiquei extremamente feliz e comovido (“Um Negro na Casa Branca”, dezembro). Obama representa o mundo atual, não só em termos políticos mas também socialmente. Sua história de vida é inspiradora e sua eleição é um sinal de que o mundo está cansado de tanta guerra, preconceito e racismo. Não se deve esperar que ele faça milagres pelos EUA, mas que colabore para o desenvolvimento daquela nação, já que ela é responsável pelo desenvolvimento das demais.

Wellington Júnior, Carapicuíba, SP

Não podemos esperar que ele opere milagres na economia mundial pois, convenhamos, o Bush está entregando a casa meio desarrumada. A economia mundial passa por um momento superdelicado, e não podemos colocar todas as nossas esperanças nas mãos de um homem que vai ter muitas coisas com o que se preocupar. O jeito é esperar e ver.

Paula Netto

Estão criando uma figura messiânica em cima de Barack Obama. Faz até lembrar as passagens bíblicas que citam a vinda do Messias. Creio que, pelo seu histórico político, Barack Obama irá adotar uma postura totalmente oposta à de George W. Bush. Entretanto, acho que o próprio Obama deveria frear um pouco essa Obamamania, haja vista o fato de que estamos vivendo um grande desafio econômico – em virtude desta crise imobiliário-financeira – bem como um desafio bélico, no Iraque ou no Afeganistão. Não se pode esquecer: “A quem muito é dado, muito será cobrado”. Torço pelo Obama, mas não acredito que irá ocorrer um milagre em seu governo. Só nos resta a torcida e a espera.

Artur Carvalho, Fortaleza, CE

Não é possível afirmar se Obama será um bom presidente ou não. No mundo inteiro se noticiou que Barack Obama seria o primeiro presidente negro da história dos EUA. Conseqüentemente, o candidato se sentiu obrigado a fazer promessas de campanha meio difíceis de cumprir. Talvez ele precise de mais de um mandato para realizar tudo o que prometeu. Mas, se o Obama no poder for igual ao Obama nas eleições, é possível, sim, que o primeiro presidente negro da história dos EUA seja um bom governante.

Guilherme Wordell de Oliveira

Ser negro ou branco não importa. Obama irá defender os interesses dos americanos, talvez apenas com um pouco menos de arrogância do que o seu antecessor. Ele é um americano, e não podemos nos esquecer disso.

Rosaria Esther

Ora, o cidadão ainda nem tomou posse. Para saber se ele será um bom presidente, só sendo o Nostradamus. Na realidade, a expectativa é que Obama realize os sonhos e anseios das mães e dos pais americanos que estão com seus filhos fora de casa, defendendo interesses obscuros nas guerras. Além disso, há a esperança de que ele salve a economia, volte os olhos para a pesquisa científica, dê atenção aos problemas sociais dos emigrantes, e de acabar com a falsa idéia de que os EUA são iguais ao Império Romano.

Carlos Calixto de Oliveira

Barack Obama já mostrou ao mundo seu poder. É a esperança de uma convivência melhor, em que o racismo seja abolido ou espontaneamente abduzido. Sua vitória não apenas marca a nova democracia americana como deixa claro que o governo conservador de Bush saiu de moda! Os americanos querem agora pensar no resto do mundo, mesmo que inconscientemente.

Manoel Arruda, São Luís, MA

Trânsito

Confesso que fico estressado ao ver tanta imprudência nas ruas (“Trânsito”, dezembro). Aqui na minha cidade, as autoridades de trânsito parecem ter cruzado os braços e lavado as mãos.

Jocimar, Ilhéus, BA

Aqui onde moro, os motoristas cometem erros e mais erros. Eu sei que errar é humano, mas persistir no erro é burrice, ainda mais quando é a vida alheia que está em perigo. Será que é isso que ensinam nas auto-escolas?

Vitor, Uberaba, MG

As relações no trânsito dependem de respeito e educação. Dentro do carro percebemos, assim como em uma fila de um banco, como nós brasileiros somos desrespeitosos e mal-educados!

José Dias

Pirataria, só para remédios

Definitivamente, não sou a favor da pirataria (SuperPapo, novembro). Se o preço está elevado, boicotemos então. Não é justo alguém se apoderar da produção intelectual de outro. Se aceitarmos isso, é hipocrisia defender valores como a honestidade, por exemplo. Eu defendo a quebra de patentes de remédios importantes, para acabar com surtos e epidemias, bem como para o tratamento de doenças em países pobres. Mas, quando o assunto é a indústria cultural, o papo muda. Artista vive de dinheiro também, e não de arte apenas. Se alguém está na pindaíba, deve baixar o que quiser, mas deve também comprar o cd depois. Ou, então, que não reclame quando aquele folgado do seu departamento usufruir de suas idéias, ou aquele aluno da sua sala, que não ajudou no trabalho, ficar com metade da nota.

Francisco Leitão

Trabalho, doce trabalho

Eu não sei qual é a profissão mais feliz (SuperRespostas, dezembro, pág. 48), só sei que não é a de mecânico. E quero deixar um recado: se você não trabalha no que gosta, procure outra profissão e seja feliz. É isso que importa.

Guilherme Moretto

Quanta crise

Se vamos ser afetados pela crise (“Crash”, novembro)? Inexoravelmente e infelizmente, a resposta é sim. Haverá desemprego e falências, a maioria dos brasileiros ficará endividada por causa dos juros, haverá alta dos alimentos e a inflação voltará. Esses são os fatos, e contra eles não há argumentos. Não somos melhores do que ninguém, muito pelo contrário. Não vai dar para fugir da crise.

Domingos Santana

Lógico que a crise vai chegar aqui. Moro em Minas Gerais, no Vale do Aço, e as usinas aqui já estão no sistema de férias coletivas. O desemprego, por enquanto, ainda não chegou, mas as coisas estão tensas.

Marcinha Mendes

O Brasil não está sentindo a crise na mesma proporção dos EUA e da Europa. Mas toda cautela é pouca. Devemos seguir o conselho do nosso excelentíssimo presidente da República e não ficar de braços cruzados lamentando o que está acontecendo. Devemos trabalhar para, aos poucos, dissolver essa crise econômica mundial.

Guilherme Tavares, São Paulo, SP

É triste, meu povo, mas vivemos em um mundo globalizado e todos iremos pagar a conta dos nossos amigos ianques que gastaram demais.

Tiago Azeredo

Mais fumaça

As pessoas que fumam quase sempre não respeitam os outros nem o ambiente (“A SUPER Adverte”, novembro). Jogam suas bitucas em qualquer lugar e fumam em ambientes fechados. Nem se tocam quando o vento empurra a fumaça para os outros. Deveriam assinar um documento se responsabilizando pela sua saúde e não poderiam recorrer ao governo quando estivessem morrendo por causa do cigarro.

Marcio Beyer

Fumo desde os 14 anos, gosto de cigarro e não sou porco. A bituca de cigarro é papel de fumo, algodão e um pouco de tabaco que resta. Tudo orgânico, que vai se decompor sem maiores danos ao ambiente no futuro. Soltar fumaça nos outros é tão grosseiro quanto espirrar na cara do próximo, mas sou cuidadoso para que isso não aconteça. Agora, proibir? Isso aqui é democracia ou o quê?

Bruno Trevizo

Burradas desculpadas

Eu me surpreendi após ler a matéria “Quando os Gênios Foram Burros” (novembro). Percebi que até gênios como Einstein e Newton cometeram erros. Pelo menos agora tenho uma justificativa para as minhas asneiras.

Douglas Florêncio de Sousa, Goiânia, GO

Achei genial a reportagem sobre a parte burra dos cientistas. Só acho que o texto aliviou a barra de alguns deles, como o gênio da filosofia, Aristóteles. Mas quem sou eu para rir? Afinal, não sou nenhum gênio…

Marcelo Xavier Vieira, Itambé, PR

Recebi hoje a notícia de que todas as edições da SUPER estão disponíveis para consulta na internet. Fiquei muito feliz pela iniciativa. Cultura nunca é demais, e ações como essa são, sem dúvida, merecedoras do maior respeito e admiração.

Ulisses Galetto, Curitiba, PR

Qualquer profissão pode ser feliz. Conheço médicos infelizes e varredores de rua que me cumprimentam com um sorriso e entusiasmo. A felicidade não está na profissão em si, mas na paixão com a qual é exercida.

Mariana Secco, Paranavaí, PR, sobre as profissões mais felizes.

Obama, o salvador do mundo

As eleições americanas mexeram com o ânimo dos nossos leitores, e o presidente eleito, Barack Obama, parece ter sido a preferência nacional. “A campanha de Obama apaixonou todo o mundo. Espero que ele não decepcione nem os americanos nem a nós. Afinal, nosso destino está nas mãos do presidente de outro país”, diz a leitora Kílvia Mara, de Massapê, no Ceará. O fato de um negro ter chegado à Presidência dos EUA pela primeira vez na história, depois de décadas de racismo e segregação, só aumenta a expectativa de mudança por lá. Mas, como a maioria dos leitores lembrou, é bom segurar o freio no meio de tanta empolgação e comoção. “Confiamos que ele vá enfrentar com competência e seriedade os desafios, mas sabemos também que ele vai ter de lidar com questões difíceis, como o terrorismo, as guerras e a economia”, diz Airton Jorge Veloso.