GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Minha bíblia: A Interpretação dos Sonhos

Um clássico da psicanálise é o livro que mexe com a cabeça de Sidarta Ribeiro, cientista expecializado em neurobiologia

Bruno Tripode

Sidarta Ribeiro é uma figura emblemática. Cientista com nome de Buda, esse neurobiólogo escolheu para objeto de meditação a matéria com que se fazem os sonhos: os neurônios. Em 1995 partiu para os EUA para compreender as relações entre o sono e o aprendizado. De volta ao Brasil, trabalha na diretoria do recém-criado Instituto Internacional de Neurociências de Natal. Em seus experimentos, ele surpreendeu ao encontrar pistas no corpo humano para algumas das idéias originárias da teoria psicanalítica, mal-afamada entre os neurocientistas. Nada incoerente para alguém que se intitula um neurofreudiano.

“Quando tive contato com este livro ele era desconhecido no contexto da neurobiologia. E quando li pensei:‘Faz 100 anos que ele disse isso e ninguém entendeu’. Neste título, Freud faz uma investigação sistemática do fenômeno onírico do ponto de vista neurocientífico em sua origem, mas se enveredando pelo lado do comportamento, da palavra e do fenômeno comportamental. Ele define uma série de categorias do inconsciente, como libido e repressão. São observações importantes sobre o comportamento da psicologia humana que precisam ser explicados e, de certa maneira, ele diz: Esses são os problemas fundamentais para o inconsciente. Esses problemas ainda são atuais e nós ainda não os entendemos bem. Ele faz um programa de investigação que está se construindo até hoje e que agora pode se cumprir com as técnicas da neurociência.

A Interpretação dos Sonhos

Sigmund Freud, Imago Editora, R$ 110