GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Minhas esposas e filhas

Estudo realizado pelo antropólogo americano John Whiting, da Universidade Harvard, com Famílias de sete grupos étnicos do Quênia, concluiu que casamentos por poligâmicos – em que um homem tem mais de um esposa- geram mais filhas do que filhos. Segundo Whiting, o fenômeno se explica pela conjugação de fatores. Como na poligamia as esposas dividem o mesmo marido, elas acabam tendo maior poder de decisão sobre a hora de estar com o parceiro e o procuram somente no momento de excitação.
Ou seja, exatamente quando começa a ovular, período que estaticamente, as mães tendem a gerar mais filhas. O antropólogo adverte, porém, que não está pregando a poligamia como método eficiente de seleção do sexo dos bebes: embora exista, a diferença entre o número de meninas e meninos não chega a ser significativa a ponto de justificar uma mudança de comportamento tão radical.