GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Mito: Ressaca é pior quando você mistura bebidas

Não tem problema misturar. O que realmente importa é a quantidade e o teor alcoólico daquilo que se bebe

De tanto já ter ouvido essa história, é bem capaz que você acredite nela. Mas pare para pensar um instante e responda: por que determinada quantidade de álcool, proveniente de 3 ou 4 bebidas diferentes, faria mais mal que a mesma quantidade vinda de uma bebida só? A mistura pode até provocar alguma sensação de enjoo, irritando seu estômago enquanto você bebe. Mas, no fim das contas (ou do porre), não vai aumentar o grau da intoxicação alcoólica.

Pouco importa se você passou uma noite inteira tomando apenas cerveja ou se fez uma mistureba de caipirinha com vinho e uísque. Se o volume de álcool ingerido for o mesmo nas duas situações, a ressaca será a mesma também. Tanto faz se a bebida é fermentada ou destilada. O que realmente interessa é a quantidade e o teor alcoólico daquilo que se bebe.

O que chamamos vulgarmente de ressaca é a dor de cabeça e a sensação geral de mal-estar que temos algumas horas depois de uma grande ingestão alcoólica. Ela ocorre principalmente por causa da desidratação do cérebro e da falta de açúcar no sangue (hipoglicemia) provocadas pelo álcool.

A intensidade da ressaca depende da quantidade de etanol que você bebeu e das condições em que ingeriu as bebidas”, diz Jacob Faintuch, professor-médico de clínica geral do Hospital das Clínicas, em São Paulo (SP). “Se você ingerir muito álcool ao estar desidratado, ou sem ter comido antes, vai sofrer um efeito devastador. Mas, se comer e tomar outros líquidos enquanto bebe, as consequências serão bem menores. O argumento de que beber só um tipo de bebida não dá ressaca não tem qualquer respaldo científico.”

Portanto, os riscos de ressaca são maiores se você beber só cerveja depois de suar num jogo de futebol do que se misturar na balada (considerando que você tenha ingerido a mesma quantidade de álcool nas duas situações). O importante, qualquer que seja o caso, é ser moderado no consumo de bebidas alcoólicas. E tomar água também.

Teor alcoólico
Quanto mais elevado, mais forte pode ser a porrada

PESADO
Cachaça – 48 a 56%
Uísque – 38 a 54%
Vodca – 35 a 60%

MÉDIO
Saquê – 20 a 35%
Campari – 20 a 28%
Vinho do Porto – 18 a 22%

LEVE
Champanhe – 11 a 15%
Vinho – 8 a 14%
Cerveja – 3 a 5%