GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

O campeonato mundial de sauna

Finlândia organiza competição para ver quem aguenta ficar mais tempo dentro de uma sauna hiperaquecida

Pieter Zalis

A temperatura chega a 110 graus centígrados, o corpo queima, é quase impossível respirar. Parece uma cena do inferno, mas é o Campeonato Mundial de Sauna: evento realizado todos os anos na cidade de Heinola, a 135 quilômetros de Helsinque, na Finlândia. O campeonato, que este ano acontecerá entre os dias 5 e 7 de agosto, é muito simples. A cada rodada, 6 competidores entram numa sauna – e ganha quem aguentar ficar mais tempo lá dentro. Para evitar que os competidores passem mal, eles são borrifados com meio litro de água a cada 30 segundos. Mesmo assim, a brincadeira é bastante perigosa: alguns competidores chegam a perder pedaços da pele, que derretem com o calor.

As competições de sauna são uma tradição na Finlândia (que tem 2 milhões de saunas para 5 milhões de habitantes), e o campeonato é realizado oficialmente desde 1999 – quando Matti Nieminen, então diretor das saunas públicas de Heinola, decidiu organizar melhor a prática. Já na primeira edição, atraiu 70 competidores. “Foi um sucesso que não esperávamos”, conta. Hoje, participam 160 “atletas” de 23 países. Mas é a Finlândia que mantém a hegemonia: ganhou todos os títulos na categoria masculina e quase todos na feminina (a Rússia levou o caneco em 2003, 2004, 2005 e 2008). O grande astro das saunas é o pentacampeão Timo Kaukonen. Qual seu segredo? Beber 10 (!) litros de água por dia, treinar bastante e cuidar do corpo. “Um mês antes da competição, eu não entro em saunas acima de 100 ºC para me poupar.”

12min, 26s.
É o tempo do recordista mundial, Timo Kaukonen.