Clique e assine com até 75% de desconto

O detetive que investiga textos no computador

Parece um jogo. Mas o Sherlock é um programa para o estudo de Português

Por Da Redação Atualizado em 31 out 2016, 18h51 - Publicado em 22 jul 2009, 22h00

O nome foi inspirado no famoso detetive criado pelo romancista inglês Conan Doyle (1859-1930).
Sherlock é um software educacional desenvolvido no Brasil, que funciona como uma espécie de jogo. O objetivo é preencher lacunas de um texto, de modo que ele faça sentido.

Para isso, basta digitar uma palavra num campo, ou espaço aberto na tela com esse fim. Se a palavra digitada corresponder a alguma lacuna, o programa a encaixará no lugar adequado. Caso contrário, uma mensagem informará que ela não faz parte do texto.

Um editor especial permite criar novas atividades, como montar novos textos ou embaralhar as letras das palavras das lacunas.

Disfaçado em jogo, o programa lida com diversas disciplinas, como História, Física ou Biologia. O aluno faz duas coisas ao mesmo tempo: estuda conceitos dessas disciplinas, e treina a própria língua.
Trabalha com sua estrutura (a gramática) e seu conteúdo (a compreensão de texto).

O pacote do Sherlock consiste em um disquete com o programa completo e 95 textos de diversos temas, além de um manual fartamente ilustrado e com diversos capítulos dedicados a estratégias de uso.
Embora rode em computadores PC, a interface lembra o ambiente Macintosh e é muito facil de ser utilizada. Sherlock foi concebido por Davis Carraher, professor da Universidade Federal de Pernambuco. O produto custa R$ 50,00.

A Editora Senac informa os locais de venda através do telefone (011) 256-5522, ramal 474.

Continua após a publicidade
Publicidade