Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

O hotel mais alto do mundo: Pompa nas alturas

Por Da Redação Atualizado em 31 out 2016, 18h51 - Publicado em 31 out 2004, 22h00

Com 332 metros de altura, o futurista Burj Al Arab é o hotel mais alto do mundo. Inaugurado em 1999 em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, o edifício foi projetado pelo arquiteto Thomas Wills Wright sobre uma ilha artificial a 200 metros do continente, ligada por uma pequena ponte. Como o prédio avança sobre a água, as fundações estão enterradas 40 metros abaixo do solo. Essa enorme obra de aço, concreto e vidro impressiona pelas linhas aerodinâmicas em forma de uma vela de barco, moldadas em fibra de vidro e revestidas de teflon, que deixam a estrutura branca mais brilhante nos dias ensolarados. Observado de baixo para cima, o Burj Al Arab parece bem menor, mas são as amplas janelas das 202 suítes dúplex que criam a ilusão de ótica quanto à altura. Afinal, o hotel de 60 andares é apenas 41 metros mais baixo que o Empire State Building, um dos principais cartões-postais de Nova York.

O Burj Al Arab também é famoso pelo seu átrio – o mais alto do mundo, com 180 metros de altura – e pela iluminação externa colorida, um espetáculo noturno proporcionado por um jogo de refletores programados por computador. No lobby, os hóspedes embarcam num submarino para conhecer o restaurante subaquático Al Manhara, especializado em frutos do mar. Das mesas, eles contemplam a variedade de animais do Golfo Pérsico criada num gigantesco aquário. No Burj Al Arab, ao contrário do ditado popular, tudo o que reluz é ouro. Principalmente nas peças banhadas a ouro, espalhadas por toda a decoração. É claro que tanto luxo só poderia ter um preço altíssimo: as diárias ultrapassam os 5 000 dólares.

Publicidade