Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

5 truques que te ajudam a levar tudo mais barato

Em tempos de crise, nem pense em sair da loja sem antes dar aquela chorada no preço. Aqui vão algumas dicas para garantir um descontinho

Por Giselle Hirata Atualizado em 3 ago 2017, 11h32 - Publicado em 6 nov 2015, 18h30

[Pergunta do leitor: “Como pechinchar?”, de Gastão Fernandes Conte, Salgado, SE]

Não peça desconto

Vendedores vão oferecer o mínimo possível. Por isso, proponha de cara entre 10% e 20% e barganhe a partir daí. Leve folhetos com melhores ofertas e até preços na loja online da mesma rede, que costumam ser melhores. Outra vantagem é que na loja física você não paga frete e leva a mercadoria na hora.

Use dinheiro…

… e exija pelo menos 3% de desconto – o mínimo que o vendedor paga por transação com cartão. Se o bolso estiver vazio, disfarçe e, depois de negociar, solte um “ok, qual é o menor preço que você faz à vista?” Assim que o vendedor responder, emende com “e em quantas vezes você divide esse valor?”

Canse o vendedor

Funciona com quem ganha comissão por venda em lojas de sapatos, móveis, carros, eletrodomésticos etc. Pergunte, experimente e teste tudo. O vendedor vai preferir fechar com pouco lucro do que jogar fora a lábia que gastou.

Continua após a publicidade

Procure defeitos

Falhas na costura, linhas soltas, botões faltando, manchas etc. baixam muito o preço de roupas, calçados e acessórios. Depois, dá para fazer os reparos baratinho.

Banque o pobre

Se não conseguir chegar ao preço que queria, diga que queria muito levar o produto, mas que não tem o suficiente. Agradeça e vá saindo de mansinho. Se não puder te dar o desconto, a loja pode dar um brinde ou facilitar o pagamento.

 

Continua após a publicidade
Publicidade