GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Placas na crosta terrestre: trombada fez surgir a Cordilheira dos Andes

Como se formou a Cordilheira dos Andes?

A crosta terrestre não é uma estrutura totalmente rígida. Ela é formada por uma série de placas – continentais ou oceânicas – que se mexem. O movimento acontece devido a correntes de calor girando na astenosfera, a camada logo abaixo da crostra da Terra. Como nem sempre essas peças se deslocam no mesmo sentido, algumas vezes umas trombam com as outras. A Cordilheira dos Andes surgiu de uma dessas trombadas. Há 200 milhões de anos a placa Pacífica (localizada no oceano Pacífico) começou a se mover de encontro à placa Sul Americana. Como a placa oceânica é formada por rochas mais pesadas, na hora da colisão ela entrou em baixo da continental.

No primeiro momento ocorreu um enrugamento da costa oeste da América do Sul, formando a cordilheira. Mas o processo não parou por aí. Quando a placa oceânica entrou sob a continental, a parte que atingiu a astenosfera esquentou e se fundiu. Com isso ela começou a subir para a superfície dos Andes, formando grandes vulcões. Esse processo continua até hoje. “As montanhas aumentam de 2 a 3 milímetros por ano e o crescimento só não é maior porque ocorre erosão pelo vento”, explica o geólogo Joel Barbugiano Sigolo, da Universidade de São Paulo.

O bate-bate das placas na crosta

A placa do Pacífico se chocou com a Sul Americana fazendo a costa enrugar e formar os Andes.