Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Roda-gigante: O olho que gira

Por Da Redação Atualizado em 31 out 2016, 18h52 - Publicado em 31 out 2004, 22h00

Para os ingleses, a maior roda-gigante do mundo não é uma roda-gigante. Os donos da London Eye, em Londres, preferem chamá-la de torre de observação, já que as 32 cabines são climatizadas e têm capacidade para 25 pessoas cada. Mas a verdade é que a criação dos arquitetos londrinos David Marks e Julia Barfield é chamada por todos os turistas de roda-gigante. Com 135 metros de diâmetro, a London Eye foi inaugurada em 10 de fevereiro de 2000 e aberta ao público no mês seguinte, dentro das festividades de final do milênio. Desde então, anualmente, a roda-gigante recebe cerca de 2,2 milhões de passageiros e gira cerca de 6 000 vezes, levando trinta minutos para dar uma volta completa, à baixíssima velocidade de três quilômetros por hora – aproximadamente igual ao passo de um ser humano. O design lembra a roda de uma bicicleta, com outra roda no centro conectada a aros. Os oitenta raios são feitos de seis quilômetros de cabo.

Para atingir os 135 metros de diâmetro e altura da London Eye, que lembra uma gigantesca roda de bicicleta, seria preciso empilhar 205 rodas aro 26, usadas em uma mountain bike

Publicidade