GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Sensor capta raios de luz e define o foco

Algumas máquinas são capazes de descobrir a distância de um objeto de acordo com os raios de luz que entram pela lente.

Como funciona o foco automático das câmeras fotográficas?

Existem vários sistemas. Um dos mais comuns é usado por câmeras do tipo reflex. Apertando-se levemente o botão disparador, alguns fachos de luz entram na máquina e, depois de rebatidos, atingem um sensor. Este envia as informações para um tipo de computador dentro da máquina que faz o cálculo da distância e ajusta o foco por meio de um pequeno motor que regula a lente para a posição adequada. Outro sistema é o que envia raios infravermelhos, geralmente usado por máquinas compactas que fazem tudo automaticamente. Na parte da frente do corpo da câmera existe um dispositivo que emite os raios. Eles batem no objeto ou pessoa e voltam para um sensor que fica localizado logo abaixo do emissor. Com base na reflexão, é possível calcular também o foco. Mas essa técnica é menos precisa e faz os cálculos usando três parâmetros de distâncias: perto, médio e longe (ou infinito), enquanto o sistema da reflex pode usar mais de quarenta padrões.

Tanto no sistema infravermelho quanto na máquina reflex há outra limitação. A lente ajusta o foco apenas para o que está no centro do quadro. Apenas algumas delas são dotadas de um artifício no disparador que permite enfocar outras partes que não o centro. O fotógrafo aponta para o assunto que deve ficar em foco e pressiona levemente o disparador. Muda, então, para o enquadramento desejado. A máquina mantém na memória a distância inicial e a região focada anteriormente aparecerá nítida quando a foto for finalmente tirada, mas ela não estará no centro do quadro, que ficará desfocado.