GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Tão perto, tão longe

Olhe as imagens das páginas a seguir. Agora dê uns passos para trás, até ficar a 10 metros da revista. O que você vê agora?

Karin Hueck

A diva e o bruxo
Estas imagens híbridas foram desenvolvidas pelo Massachusetts Institute of Technology, o MIT, para descobrir como funciona o nosso cérebro. De perto, conseguimos ver muitos detalhes do rosto de Einstein, como os pelos no bigode. Mas, à medida que nos afastamos, os detalhes somem e os nossos olhos só reconhecem grande traços faciais, como as sombras do cabelo e da boca. É aí que enxergamos… você consegue enxergar?

Como fazer a sua
Eis aqui um gato que vira cachorro e uma bicicleta que vira moto. Na teoria, quaisquer duas fotos podem ser fundidas, mas o resultado é mais eficiente se as figuras tiverem alguma relação. A imagem que será vista somente de longe deve se confundir com o fundo da foto. Outra dica é colorir apenas uma das figuras, como no caso da bicicleta abaixo.

E serve pra quê?
Para os inventores das imagens, este tipo de técnica poderia ser usado em propagandas que se transformam na frente dos consumidores. E o desafio agora é fundir mais de duas figuras em uma só imagem híbrida. Por enquanto, isso só foi possível com letras – 4 ao mesmo tempo, que iam aparecendo de acordo com a distância do observador. Até a técnica ser desenvolvida, ficamos com o golfinho que vira carro e o tigre que vira onça-pintada, abaixo.