Clique e assine com até 75% de desconto

Voar está cada vez mais perigoso

Por Da Redação Atualizado em 31 out 2016, 18h52 - Publicado em 22 jul 2009, 22h00

Os aviões levantam vôo cerca de 14 milhões de vezes por ano, no mundo todo. E a cada duas semanas, um deles cai. Essa taxa inclui todos os acidentes sérios com jatos. Ela foi calculada pelos técnicos em segurança da empresa americana Boeing, que constrói mais da metade das aeronaves em uso no mundo. Os especialistas afirmam que, se nada for feito, no ano 2010 estará caindo um avião por semana.
Segundo eles, de 1960 a 1984, aconteciam cerca de 13 acidentes aéreos por ano na aviação comercial. De dez anos para cá, a média subiu para 20 desastres anuais. As estatísticas da Boeing apontam, ainda, que as causas das quedas também mudaram. Até 1984, a maioria dos acidentes era causada por problemas técnicos: panes no motor ou desgaste da estrutura metálica. Hoje, o desgaste parece ser da tripulação: 60% dos desastres dos últimos dez anos foram causados por falha humana. Os erros desse tipo são relacionados sob a sigla CFIT. Ela indica que todos os equipamentos estão em ordem, e o avião só cai devido a algum engano do piloto ou do co-piloto. Nos últimos seis anos, os CFITs foram responsáveis por 53% das mortes em desastres aéreos. A saída, na opinião dos industriais, é melhorar o treino do pessoal de vôo.

Publicidade