GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

5 lugares do Brasil que não são o Rio e já apareceram em produções gringas

Cenários clássicos de São Paulo aparecem na nova temporada de Black Mirror. Conheça outros cantos do País que já foram filmados por diretores estrangeiros.

A temporada mais recente de Black Mirror teve um episódio inteiro, intitulado Striking Vipers, filmado em São Paulo, capital. Há cenas no edifício Copan e na Avenida Paulista, mas também em lugares que só moradores mais experientes conhecem – como o edifício Louvre, obra do arquiteto João Artacho Jurado, e o viaduto encardido que passa por cima da praça 14 Bis, no bairro da Bela Vista.

O Rio de Janeiro é a cidade brasileira que mais apareceu na TV e nos cinemas: uma busca rápida na base de dados IMDb informa que, entre produções nacionais e estrangeiras, há 1,8 mil filmes, séries, novelas etc. com vislumbres da Cidade Maravilhosa – nos primeiros lugares estão blockbusters como Amanhecer, Pt. 2 da Saga Crespúsculo, O Incrível Hulk de 2008, Os Mercenários e Velozes & Furiosos 5. São Paulo fica logo atrás, com 1,6 mil.

Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, tem só 29 registros, mas vários deles com orçamento de respeito: Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal, a tentativa de sequel de 2008 que descansa em paz com um melancólico 6,2 de nota no IMDb, tem cenas no Parque Nacional do Iguaçu. De acordo com a assessoria da hidrelétrica de Itaipu, as filmagens foram realizadas entre 6 e 10 de agosto de 2007 e envolveram 25 pessoas.

Na versão cinematográfica contemporânea do seriado Miami Vice, um clássico da década de 1980, os detetives Ricardo Tubbs e Sonny Crocket combatem o narcotráfico brevemente na fronteira entre Foz e a apinhada Ciudad del Este, no Paraguai. 007 Contra o Foguete da Morte, de 1979, também contém cenas filmadas em Foz (e na cidade de Mariana, em Minas), embora as passagens na Amazônia e uma briga épica no teleférico do Pão de Açúcar sejam lembranças mais frequentes.

Falando em Amazônia, Manaus, capital do Amazonas, consta como locação de uma obra-prima da tosqueira: Anaconda, de 1997, em que uma equipe de documentaristas estilo National Geographic acaba nas mãos de um caçador com um parafuso a menos – cujo grande objetivo é capturar uma cobra descomunalmente grande.

Outro clássico florestal é um filme extra-cabeça: Fitzcarraldo, do diretor alemão Werner Herzog. Na trama, o tal Fitzcarraldo – que na verdade é só “Fitzgerald” pronunciado errado – é um visionário excêntrico que tenta extrair borracha em uma região remota da Amazônia para financiar a construção de uma casa de ópera na cidade peruana de Iquito.

Quem não curte longas idosos, porém, não precisa ir tão longe: Vingadores: Guerra Infinita teve cenas gravadas nos Lençóis Maranhenses. A aparência do local, que já é bem alienígena, recebeu um tapinha de CGI e foi incorporada ao cenário do planeta Vormir, onde contracenam Thanos e Gamora. Olha só:

 (Marvel e Brazil Production Services/Divulgação)

Na outra ponta do país, Vidro, do indiano M. Night Shyamalan, teve diversas cenas gravadas em Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul. Rolou até um tweet engraçadinho, acompanhado de uma foto na frente do Bar Araujo, no Beco das Moças: “Terminamos de filmar uma cena de Vidro no Brasil. Amei a equipe, o elenco e as pessoas. Se sobrar espaço, conto o que é a cena. É sobre um-“. 

Bem, eu vou lá descobrir qual é a cena. Se a sua cidade já apareceu em um filme, deixe um comentário.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Mү partner аnd I stumbled ober һere fгom a ԁifferent web
    page andd thougһt Ӏ should check tһings out. I like whzt I sеe sօ і am just followіng you.
    Look forward to exploring your web paɡe yet again.

    Curtir

  2. Bạn không nên bỏ qua dự án này để an cư hay đầu tư.

    Curtir