Clique e assine a partir de 8,90/mês

CSI :kill Nick

arantino conseguiu total liberdade criativa dos produtores. Se quisesse, podia até matar um personagem. Ele levou a coisa a sério: Nick Stokes, um dos protagonistas, é enterrado vivo enquanto seus colegas correm contra o relógio para achá-lo.

Por Da Redação - Atualizado em 31 out 2016, 18h50 - Publicado em 31 mar 2006, 22h00

Marcel Plasse

CSI – Perigo a Sete Palmos

EUA 2005, Direção: Quentin Tarantino

Não é segredo que a série CSI é um fenômeno televisivo – basta ver como a franquia ampliou-se em CSI: Miami e CSI: Nova York. Mas nunca Jerry Bruckeimer imaginaria que um dia ouviria de Quentin Tarantino: “Quero trabalhar com você”. Afinal, o produtor de CSI também responde por lixos como Armageddon. Tarantino ama a série e pediu para escrever e dirigir um episódio. O resultado chega ao dvd em edição individual, que pode ser colecionada à parte dos volumes de temporadas completas.

Continua após a publicidade

Bastidores: Tarantino conseguiu total liberdade criativa dos produtores. Se quisesse, podia até matar um personagem. Ele levou a coisa a sério: Nick Stokes, um dos protagonistas, é enterrado vivo enquanto seus colegas correm contra o relógio para achá-lo.

Publicidade