GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

De onde vem o termo heavy metal?

Heavy metal é um subgênero do rock com guitarras distorcidas e batidas pesadas – como diria o seu avô, rock pauleira

 

Heavy metal significa metal pesado, como chumbo ou mercúrio.

Muitos críticos musicais dizem que o termo, dissociado de seu sentido original, foi cunhado pelo escritor americano William Burroughs nos anos 60. Entretanto, já no século 19, heavy metal era uma gíria para designar canhões ou, em um sentido mais amplo, força bruta.

Na música pop, a expressão apareceu com destaque pela primeira vez em Born to Be Wild, paulada do grupo Steppenwolf, em 1968. Ainda assim, o verso heavy metal thunder (“trovão de metal pesado”) não se refere ao barulho das guitarras, mas ao ronco das motocicletas que a letra da música enaltece. Um pouco mais tarde, heavy metal se tornaria sinônimo de um subgênero do rock com guitarras distorcidas e batidas pesadas – como diria o seu avô, rock pauleira.

As bandas que abraçam o rótulo costumam caprichar na pose de mau, nas longas madeixas, nas roupas negras e/ou nas letras com menção a rituais de magia. A expressão hard rock (em tradução livre, rock pesado), também usada para definir o som metaleiro, abrange um leque maior de estilos: do blues pesado de Jimi Hendrix ao grunge do Nirvana.

A Rolling Stone Encyclopaedia of Rock’n’Roll (“Enciclopédia do Rock’n’roll Rolling Stone”, inédita no Brasil) diz que a expressão heavy metal, no sentido de estilo musical, foi cunhada pelo cronista Lester Bangs. Ele a teria escrito em 1972, numa resenha de um álbum do Black Sabbath para a revista Creem. Mas há uma briga pela paternidade do termo: o jornalista Mike Saunders diz tê-lo usado um ano antes, na mesma Creem, ao criticar o disco de uma banda chamada Sir Lord Baltimore. Para que ninguém se esqueça de sua suposta façanha, Saunders adotou o pseudônimo Metal Mike.

Madeira podre e azul

Gêneros da música pop que receberam nomes curiosos

Blues

Em inglês, o adjetivo blue (azul) pode também significar “triste”. Por decorrência, o substantivo blues passou a ser sinônimo de melancolia e da música dos negros que trabalhavam nas plantações de algodão do sul dos Estados Unidos, no fim do século 19. Da fusão do blues com a música caipira americana, nasceu o rock.

Expoentes: Robert Johnson, John Lee Hooker, Muddy Waters

Rock’n’roll

O verbo to rock quer dizer “balançar”. To roll significa “rolar”. No blues, a expressão “rock’n’roll” era usada como um eufemismo para falar de sexo – equivalente à gíria brasileira “rala-e-rola”. Como gênero musical, surgiu nos anos 50.

Expoentes: Chuck Berry, Little Richard, Elvis Presley (nos anos 50)

Punk

A palavra significa “madeira apodrecida”, mas também servia para rotular pequenos criminosos e vagabundos de rua. Na década de 70, rapazes brancos da classe operária inglesa e americana resolveram vestir a carapuça e criaram o movimento punk. A música punk é um rock pesado, raivoso e muito simples – uma clara oposição ao frufru da discothèque e do rock erudito que dominava as paradas de sucesso na época.

Expoentes: The Clash, Ramones, Sex Pistols

Rap

Na verdade, é uma sigla: as três primeiras letras da expressão rhythm and poetry (“ritmo e poesia”). O ritmo vem das batidas eletrônicas e a poesia, das letras declamadas. O rap, principal expressão musical dos negros americanos desde os anos 80, surgiu nos bairros pobres das grandes cidades. As letras costumam ser agressivas – não raro, rappers são acusados de apologia da violência.

Expoentes: Dr. Dre, 2pac, Public Enemy