Clique e assine com até 75% de desconto

“É o fim” e “Breaking Bad”

Confira essas e outras dicas de cultura

Por Da Redação Atualizado em 31 out 2016, 18h52 - Publicado em 13 jan 2014, 22h00

Cristine Kist

Baseado em fatos surreais
James Franco e várias outras celebridades que interpretam a si mesmas estão em uma festa na casa dele quando são interrompidos pelo fim do mundo. Alguns morrem imediatamente (como Michael Cera, que pouco antes de bater as botas aproveitou para dar uma apalpada em Rihanna), mas um pequeno grupo, formado pelo próprio Franco, pelo diretor Seth Rogen e por mais alguns amigos famosos, consegue escapar. E aí começa a luta pela sobrevivência – e pela última barra de chocolate – em meio ao apocalipse.

É o fim, 27 de setembro nos cinemas.

Outros filmes sobre apocalipse:
É o fim não deixa claro por que afinal o mundo está acabando, mas outras produções sobre o tema oferecem algumas hipóteses:

2012 – Calendário Maia.

Guerra Mundial Z – Zumbis dominam o mundo.

O Dia Depois de Amanhã – Aquecimento global.

Independence Day – Invasão extraterrestre.

Armageddon – Um asteroide vem de encontro à Terra.

Jobs: 1º round
A cinebiografia de Steve Jobs protagonizada por Ashton Kutcher (que a princípio ia se chamar “iJobs”) estreou nos EUA em agosto, e Steve Wozniak, parceiro de Jobs desde o início da Apple, viu só um trechinho e já não gostou. É que o filme dá a entender que ele foi convencido pelo sócio a vender o seu recém-criado sistema operacional, quando na verdade o que aconteceu foi o contrário, segundo Wozniak. Mas tem o seguinte: outro filme sobre o criador da Apple está em pré-produção, e o consultor-para-assuntos-de-computação é… o próprio Wozniak. Nesse caso, melhor assistir o filme e tirar suas conclusões.

Jobs, 6 de setembro nos cinemas.


Livro traduzido em números

Antes de virar chefe da SS, Heinrich Himmler, talvez o homem mais poderoso da Alemanha nazista depois de Hitler, tinha preocupações mais comezinhas. Em 1922, quando ainda era só um estudante duro, ele anotou o seguinte no seu diário: “200 gramas de salsicha já custam nove marcos, é terrível. Onde isso vai parar?”. Nessa nova biografia, o pesquisador Peter Longerich investiga como esse sujeito comum se tornou um dos responsáveis pela morte de milhões de pessoas.

Heinrich Himmler, Peter Longerich, Objetiva, R$ 79,90

– 912 páginas

Continua após a publicidade

– 9º livro do autor sobre nazismo

– 2 milhões era a quantidade de homossexuais alemães pelas contas de Himmler. Ele dizia que a homossexualidade era a “praga do povo”.

– Himmler mantinha 1 cápsula de cianureto escondida na própria boca. Quando percebeu que o exército britânico iria levá-lo a julgamento, ele mordeu a cápsula e desabou na frente dos soldados.

– 4 filhos era o mínimo que ele considerava aceitável “para um casamento bom e saudável”.

Algumas palavras que aparecem no livro
Paz só 34 vezes
Ordem 561 vezes
Progresso só 1 vez
Hitler 717 vezes
Margarete (nome de sua esposa) só 61 vezes
Guerra 744 vezes

NO QUE MAIS VOCÊ DEVE PRESTAR ATENÇÃO

Breaking Bad
Está chegando ao fim a última temporada da série que mostra a transformação do professor de química Walter White em um perigoso produtor de metanfetamina. A temporada foi dividida em duas partes, e o primeiro episódio da segunda parte bateu recorde de audiência nos EUA com 5,9 milhões de espectadores. No Brasil, a primeira parte vai estar disponível no Netflix a partir deste mês. A redação da SUPER está inconsolável. Falando nisso, o designer John LaRue fez uma escala mostrando a evolução das cores das roupas de todos os personagens da série. Enquanto Walter troca o verde dos primeiros episódios por cores mais neutras, Skyler substitui os tons claros por outros mais escuros. Vale conferir a íntegra no blog dele (abr.io/J91X).

Cash
A Leya está lançando a autobiografia escrita por Johnny Cash em 1997. O músico fala sobre o vício, o encontro com June Carter e a amizade com Bob Dylan. A edição vem caprichada, com fotos e toda a discografia do músico.

Cash, Johnny Cash, Leya, R$ 39,90


Cine SUPER

Resumimos duas horas de filme em meia dúzia de palavras

O ataque
Direção – Roland Emmerich.
Elenco – Channing Tatum, Jamie Foxx.
Sinopse – Todo ano Hollywood coloca um bonitão para salvar o presidente americano de um ataque terrorista na Casa Branca – o bonitão desse ano é o Channing Tatum, e o Obama (que no filme atende por Sawyer) é o Jamie Foxx.
Estreia – 6 de setembro.

As bem-armadas
Direção – Paul Feig.
Elenco – Sandra Bullock, Melissa McCarthy.
Sinopse – Sandra Bullock tira a farda de Miss Simpatia do armário para viver outra agente do FBI. Dessa vez ela tenta prender um traficante com a ajuda de uma colega policial (Melissa McCarthy, mais uma vez no papel da gordinha amiga da protagonista).
Estreia – 20 de setembro.

R.I.P.D
Direção – Robert Schwentke.
Elenco – Ryan Reynolds, Jeff Bridges.
Sinopse – Um policial morto há pouco tempo se junta a uma equipe de policiais mortos-vivos para (pegar carona no sucesso de The Walking Dead e) se vingar do homem que o matou.
Estreia – 27 de setembro.

Machete Kills
Direção – Robert Rodriguez.
Elenco – Danny Trejo, Jessica Alba, Mel Gibson, Lady Gaga.
Sinopse – A vilã é a Lady Gaga.
Estreia – 20 de setembro.

Continua após a publicidade
Publicidade