GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Escolhas: quadrinhos, música, cinema…

Karin Hueck, Laura Folgueira e Luisa Destri

1. Quadrinhos hermanos

Além de churrasco e alfajor, a Argentina é superpotência mundial na produção de quadrinhos de qualidade (Quino e Maitena são só os mais famosos). E boa parte deles foi revelada na revista Fierro, que circulou entre 1984 e 1992 e voltou às bancas em 2006. Agora uma edição especial da Fierro chega ao Brasil com artistas de todas as épocas e de todos os estilos – e você poderá entender finalmente por que nossos vizinhos estão mandando tão bem.

Fierro Brasil, diversos autores, Zarabatana Books, 160 páginas, R$ 59.

2. A voz do povo

Eric Whitacre é um compositor americano que pediu a cantores ao redor do mundo que gravassem uma de suas músicas e jogassem o resultado no YouTube. Mais de 2 mil pessoas de 58 países atenderam ao pedido – e formaram o maior coral (virtual e colaborativo!) do mundo.

http://migre.me/4eTro

3. O deus do norte

Agora mais um super-herói da Marvel ganhou um filme para chamar de seu. Thor conta a história do deus nórdico, que acaba expulso de sua terra, Asgard, e como castigo é condenado a viver entre humanos. (Claro que a certa altura do filme ele acaba salvando nosso planeta.) A expectativa é que o filme revele mais detalhes do tão esperado Os Vingadores, longa que reunirá todos os astros da Marvel: Homem de Ferro, Capitão América, Thor, Hulk etc. Mas esse só vem em 2012.

Thor, nos cinemas em 29 de abril.


4. Quer pagar quanto?

O que o Big Mac, o Windows e descontos de operadora de celular têm em comum? A todos eles o mercado atribui um valor que não é real. O sanduíche, por exemplo, deveria custar 200 dólares – isso se o preço incluísse os danos causados ao meio ambiente, aos funcionários, aos consumidores e ao serviço público. Já o custo do aparelho celular seria exorbitante caso considerasse as condições miseráveis (e sangrentas) nas regiões onde o metal para sua produção é extraído. Este livro considera todas essas variáveis – e calcula até quanto vale um ser humano (em certos casos, US$ 7,2 milhões).

O valor de nada, Raj Patel, Zahar, 240 páginas, R$ 49.

5. A família real americana

Multimilionária (custou US$ 25 milhões) e polêmica (foi cancelada pelo canal americano que a exibiria originalmente), a minissérie The Kennedys virou notícia antes mesmo de estrear. Tudo porque seus 8 capítulos maculam a imagem da família queridinha da política dos EUA: mostram um presidente mulherengo, uma primeira-dama que abusa de remédios e umas ligações suspeitas com a Máfia. Cenas e diálogos inteiros foram inventados para deixar o seriado mais atraente – e os historiadores enfurecidos.

The Kennedys, A&E, History Channel e Biography Channel, dias 22, 23 e 24 de maio.

6. No ventilador

Depois de meses lendo relatórios secretos americanos, o analista de inteligência baseado no Iraque Bradley Manning decidiu que as informações mereciam vir a público e procurou o WikiLeaks. (Para gravar os dados ele usou um CD da Lady Gaga.) Foi então que o site, criado pelo australiano Julian Assange, se viu em meio à maior polêmica de vazamento desde o caso Watergate. Essa é uma das histórias contadas neste livro, que, seguindo os passos de A Rede Social, vai virar filme.

WikiLeaks, de D. Leigh e L. Harding, Verus, 336 páginas, R$ 35.

7. Tabela periódica dos vídeos

A Universidade de Nottigham descobriu a melhor maneira de fazer você decorar a tabela periódica: criou um vídeo para cada elemento com seus usos mais frequentes e características principais. Agora você aprende.

periodicvideos.com

8. Ai, que fofo

Cansou das desgraças e tragédias do noticiário? Entre neste site, uma roleta russa só com vídeos überfofos para alegrar o seu dia:

cuteroulette.com

9. O maior rolê do mundo

Sete prisioneiros fogem de um gulag russo no meio da 2ª Guerra Mundial e decidem que sua melhor chance de sobrevivência é atravessar a pé a Sibéria, a Mongólia, a Muralha da China e os Himalaias. Eles enfrentam fome, sede e animais selvagens para tentar chegar à liberdade na Índia. Se isso de fato foi boa ideia, só mesmo vendo o filme.

Caminho da liberdade, nos cinemas em 13 de maio.