Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Está provado: “Duro de Matar” é um filme de Natal

A tese, que sempre gera debate no fim de ano, rende até análises estatísticas sobre os elementos do filme. Confira.

Por Rafael Battaglia Atualizado em 18 dez 2020, 11h34 - Publicado em 19 dez 2018, 18h29

Uma das discussões mais curiosas do cinema passa longe das premiações do Oscar ou de filmes europeus independentes – e volta sempre nessa época do ano. Afinal, Duro de Matar é ou não é um filme de Natal?

O thriller estrelado por Bruce Willis estreou em 1988 e é considerado um dos grandes filmes de ação de todos os tempos. Na história, o policial John McClane precisa capturar um grupo de terroristas alemães que sequestraram dezenas de pessoas durante a festa de Natal da empresa de sua esposa.

O debate, que foi tema de um episódio do programa Choque de Cultura, rende discussões e teorias pela internet. Em 2018, o site Stephen Follows publicou uma extensa análise estatística para provar que sim, Duro de Matar é tão natalino quanto Esqueceram de Mim.

O texto está no moldes de uma pesquisa científica, com gráficos comparando o filme com outras produções de fim de ano. No fim das contas, não passa de uma brincadeira, mas o site levantou argumentos interessantes, como:

  • A palavra “Natal” é dita 18 vezes no filme, superando outras como “matar” e “sangue” (13 vezes cada), “tiro” (12) e “morte” (5);
  • Ao todo, há 21 objetos em cena que fazem referência ao Natal, como chapéus e árvores enfeitadas;
  • A trilha sonora de Duro de Matar é 99,2% mais natalina do que a de outros filmes lançados nos últimos 30 anos.

Em 2017, Steven E. de Souza, um dos roteiristas do filme, respondeu a um usuário do Twitter e confirmou a teoria de milhares de fãs. A história chegou até Bruce Willis. Em julho, durante um programa de TV nos EUA, ele disse que Duro de Matar não era um filme de Natal, mas sim “um maldito filme do Bruce Willis!”.

Seja como for, a 20th Century Fox (hoje parte da Disney), abraçou o espírito natalino e lançou, em 2018, um trailer de Duro de Matar em uma comédia digna de uma manhã de Natal. Veja como ficou:

Continua após a publicidade

Publicidade
Cultura
Está provado: “Duro de Matar” é um filme de Natal
A tese, que sempre gera debate no fim de ano, rende até análises estatísticas sobre os elementos do filme. Confira.

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Transforme sua curiosidade em conhecimento. Assine a Super e continue lendo

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

App SUPER para celular e tablet, atualizado mensalmente.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Plano completo da Super. Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da SUPER, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Receba mensalmente a SUPER impressa mais acesso imediato às edições digitais no App SUPER, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês

Publicidade