Clique e assine a partir de 8,90/mês

Fenomenologia do Espírito

Por Da Redação - Atualizado em 31 out 2016, 18h50 - Publicado em 31 jul 2005, 22h00

Gerog Wilhelm Friedrich Hegel

NOME ORIGINAL_ Phänomenologie des Geistes (Alemanha)
EDIÇÃO NO BRASIL_ Editora Vozes; 2003

 

DO QUE TRATA

Continua após a publicidade

Trata-se de uma complexa obra em que Hegel filosofa sobre a formação da consciência. O centro da argumentação é a relação entre o mecanismo de apreensão da realidade e a própria realidade. Segundo o autor, a consciência se expande e se modifica de acordo com os conflitos dos desejos, ou conflitos com outras consciências, derivados de experiências sociais. Para que o homem consiga buscar a verdade, deve assimilar as transformações das coisas por meio da assimilação das transformações das idéias também.

QUEM ESCREVEU

Um dos principais nomes do pensamento Ideológico alemão, Hegel (1770-1831) nasceu em Stuttgart, foi professor na Universidade de Iena após publicar Diferenças entre os Sistemas de Fichte e de Schelling e, em 1806, vê a cidade ser invadida pelo exército napoleônico. Mais tarde, se torna professor na Universidade de Berlim, onde publica grande parte de seus tratados filosóficos.

POR QUE MUDOU A HUMANIDADE

Continua após a publicidade

Hegel, ao conceber relação de movimento entre consciência e concepção da realidade, influenciou toda uma geração que segue a sua, de humanistas principalmente (que levam em conta diferentes realidades), tendo importância fundamental na elaboração da Declaração os Direitos Humanos, em 1948, por exemplo.

 

Publicidade