GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Garcia Márquez: 40 anos de solidão

Saiba mais sobre o livro "Cem anos de solidão", um dos livros mais importantes da literatura latino-americana

Texto Cíntia Cristina da Silva

Anos com final 7 são pródigos em lançamentos editoriais. Em 1987, foi a SUPER. Em 1967, o colombiano Gabriel García Márquez publicou “Cem anos de solidão”, um dos livros mais importantes da literatura latino-americana. A obra narra a saga da família Buendía, que atravessa quase um século de histórias entre o real e o fantástico. Conheça os personagens:

RIOHACHA

O casal José Arcadio Buendía e Úrsula Iguarán deixou a região de Riohacha para se livrar do fantasma de Prudêncio Aguilar, morto por Buendía após uma briga.

MACONDO

Depois de quase dois anos andando no sentido contrário a Riohacha, os Buendía encontraram um lugar perfeito. Próximo a um rio azul com pedras brancas, José Arcadio e sua trupe fundam Macondo, uma comunidade com 20 casinhas pintadas de branco.

MELQUÍADES

Liderados pelo misterioso Melquíades, autor dos manuscritos que contam a história dos Buendía, os ciganos traziam notícias e novidades do mundo exterior. Para encontrar a remota Macondo, eles precisavam se guiar pelo canto dos pássaros.

JOSÉ ARCADIO BUENDÍA

Sonhador e visionário, adorava as novidades que o cigano Melquíades trazia para a cidade. Obcecado pela alquimia, morreu louco, amarrado ao castanheiro da família.

JOSÉ ARCADIO

O primogênito mostrou pouco interesse pela alquimia do pai. Cresceu, teve um filho com a antiga empregada da casa, Pilar Ternera, que ao ver seu membro disse: “Que monstro!”. Fugiu com os ciganos e voltou, anos depois, todo tatuado.

ARCADIO

O primeiro neto dos Buendía foi criado por Amaranta e Rebeca. O irascível Arcadio cresceu forte como o pai e casou-se com Santa Sofía de la Piedad.

REMÉDIOS, A BELA

Para a família, ela sofria de problemas mentais. Mas o coronel Aureliano dizia ser a criatura mais lúcida que já conhecera. De tão bela que era, os homens morriam de amor. Um dia ascendeu aos céus.

ÚRSULA

Quando se casou com seu primo José Arcadio Buendía, Úrsula, a matriarca, ficou com tanto medo de ter filhos com rabo de porco que demorou meses para consumar o casamento. Quando morreu, tinha mais de 100 anos.

AURELIANO

O coronel dos liberais promoveu 32 revoluções políticas contra o governo conservador e perdeu todas. Teve 17 filhos com 17 mulheres diferentes. Escapou do pelotão de fuzilamento e, ao fim das guerras contra o governo, passou a fabricar peixinhos de ouro.

AMARANTA E REBECA

Amaranta viveu solteirona. Rebeca chegou pequena à casa dos Buendía, não se sabe de onde, trazendo os ossos dos pais. Trocou o noivo almofadinha por José Arcadio – para horror da família, já que os dois tinham sido criados como irmãos.

AURELIANO JOSÉ

Filho de Aureliano com Pilar Ternera, foi criado (e se apaixonou) pela tia Amaranta Ela o repeliu dizendo que os filhos nasceriam com rabo de porco. “Mesmo que nasçam tatus”, ele respondeu. Mas Amaranta preferiu morrer virgem.

JOSÉ ARCADIO SEGUNDO

Os gêmeos Buendía adoravam confundir as pessoas. José Arcadio tinha fama de ser o exemplar mais apagado da família. Seu maior feito foi trazer ao povoado, numa balsa de troncos, matronas francesas para o bordel da cidade.

AURELIANO SEGUNDO

Inverso do seu irmão gêmeo, era extravagante e espalhafatoso. Casou-se com Fernanda del Carpio, uma carola cheia de pudores, e foi amante de Petra Cotes.

A COMPANHIA BANANEIRA

A estrada de ferro chega à cidade e, com ela, a companhia bananeira e a decadência. Os trabalhadores da fábrica tiveram fim trágico: foram mortos após uma greve.

JOSÉ ARCADIO

A mãe o mandou para Roma sonhando em ter um filho papa. Mas José Arcadio não queria saber de igreja. Quando voltou a Macondo, preferiu se divertir com os garotos da cidade.

AMARANTA ÚRSULA

Após uma temporada na Europa volta casada. Mas não resiste aos encantos de um parente, que ela não sabe bem quem é.

MEME

Vivendo um amor proibido com o mecânico Maurício Babilônia, Meme é presa em casa. Mas Maurício a visita por uma fresta no telhado do banheiro, até que são descobertos. Meme vai para o convento e Maurício fica inválido após levar um tiro.

AURELIANO BABILÔNIA

Filho de Meme, cresceu escondido da família. Quando, enfim, pôde circular pela casa, apaixonou-se por Amaranta, sua tia. Os dois têm um filho – que nasce com rabo de porco e é morto por formigas.

“O primeiro da estirpe está amarrado a uma árvore e o último está sendo comido pelas formigas.”