GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Livros

Todos pela ecologia

Salve a Terra, Jonathon Porritt, Editora Globo e Círculo do Livro, São Paulo, 1991

O prefácio é de sua alteza o príncipe Charles da Inglaterra, a introdução, de José Lutzenberger, secretário do Meio Ambiente, e a apresentação, do ator Robert Redford, diretor da entidade Amigos da Terra nos Estados Unidos. Com esses porta-bandeiras, o ambientalista Jonathon Porritt abre a coletânea de artigos que organizou com o objetivo, de, mais uma vez, chamar a atenção do público para a causa ecológica. Ilustrado com belíssimas fotografias, o ponto alvo do livro são depoimentos de gente famosa como o naturalista Gerald Durrell, o divulgador científico Carl Sagan, políticos como o deputado Fábio Feldmann e artistas como o ex-Beatle George Harrison, Yoko-Ono, Milton Nascimento e também o secretário da Rio-92, Maurice Strong, entre outros.

Símbolo do Mal

Satã, o príncipe das trevas, Joan O’Grady, Editora Mercuryo, São Paulo, 1991

O Diabo Jeffrey Burton Russell, Editora Campus, Rio de Janeiro, 1991

Lúcifer, diabo, satã, demônio, satanás, príncipe das trevas são apenas alguns dos nomes que a humanidade, ao longo de sua história, usou e ainda usa para personificar o Mal, sempre em constante batalha contra o Bem. Na tentativa de lançar alguma luz sobre esse ser misterioso e polêmico, dois pesquisadores, trabalhando separadamente, apresentam agora suas conclusões. Para compreender melhor essa obscura “entidade”, tanto o medievalista americano Jeffrey B. Russell, quando a historiadora inglesa Joan O’Grady, foram buscar suas origens na Antiguidade.

Capital da resistência

Viena no tempo de Mozart e de Schubert, Marcel Brion, Companhia das Letras, São Paulo, 1991

Na entrada do século XIX, Viena, também chamada de Capital da Música, tornou-se o símbolo da resistência européia às transformações impostas pelos ideais da Revolução Francesa e das guerras napoleônicas. A partir daí, o autor descreve como viviam os vienenses, amantes das artes e da música especialmente, nessa fase de transição, tanto nos palácios quanto nas casas mais humildes.

Para todos os gostos

História da Informática, Philippe Breton, Editora Unesp, São Paulo, 1991

O autor, professor e pesquisador da Universidade de Estrasburgo, França, pretende atingir tanto os especialistas quanto leigos, reunindo informações históricas sobre a evolução da Informática, de 1945 aos nossos dias. A obra foi organizada de modo a permitir dois tipos de leitura: ou na seqüência de capítulos ou por temas.