GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Livros SuperImportantes

Sínteses de Livros Interessantes

Menores e melhores

Microcosmos, Lynn Margulis e Dorion Sagan, Edições 70, Lisboa, 1990

Os mamíferos superiores, como o homem, são as formas mais desenvolvidas de vida na Terra, certo? Absolutamente errado, sustentam os autores, mãe e filho (do casamento de Lynn com o astrônomo Carl Sagan). Segundo eles, se houvesse um campeonato mundial para escolher os seres mais bem-sucedidos da História, os vencedores seriam inevitavelmente os microorganismos – firmes e saudáveis na sua adaptada pequenez após 4 bilhões de anos de evolução na cambiante ordem natural das coisas. Grande livro.

 

 

Amor burguês

A experiência burguesa – da Rainha Vitória a Freud, volume 2, A paixão terna, Peter Gay, Companhia das letras, São Paulo, 1990

Segundo de uma coleção de cinco volumes sobre crenças, os valores e costumes das classes ricas européias e americanas no período que se estende de 1820, logo após o nascimento da rainha Vitória, até a Primeira Guerra Mundial. Assim como o primeiro volume A educação dos sentidos, publicado em 1988, o historiador alemão naturalizado americano Peter Gay (autor de uma exaustiva biografia do fundador da Psicanálise. Freud: Uma vida para nosso tempo) se detém principalmente ao comportamento sexual dominante na época vitoriana.

 

O futuro em questão
A sociedade informática, Adam Schaff, Editora Brasiliense/UNESP, São Paulo, 1990

O que nos reserva o futuro depois da revolução da microeletrônica? A partir dessa questão, o filosofo marxista polonês Adam Schaff investiga as mudanças que ocorreram no perfil da sociedade e o que ainda está por vir em função da nova tecnologia. Schaff estuda também a influência da nova sociedade informatizada sobre as estruturas do poder e a evolução política geral. Futurologia de qualidade.

 

Terra viva

Gaia, James R. Lovelock, Edições 70, Lisboa, 1989

Uma das bíblias dos movimentos verdes. Há quase vinte anos, o biólogo inglês Lovelock defende que a Terra é um organismo vivo cujos componentes, sem exceção, funcionam de forma integrada em relação aos demais e ao todo. A essa integração entre meio ambiente e os organismos vivos o cientista chama Hipótese Gaia, em alusão à deusa grega cujo nome quer dizer Terra. No momento em que a preservação do planeta é uma preocupação mundial, essa é uma leitura obrigatória, embora sua idéia central seja apenas o que o próprio autor diz – uma hipótese.

 

 

Com moderação

Montesquieu, Jean Starobinski, Companhia das Letras, São Paulo, 1990

Perfil do filosofo francês Charles Louis de Secondat, barão de Montesquieu (1689-1755), célebre por seu livro O espírito das leis e por sua paixão pela moderação. Starobinski, historiador suíço, valeu-se de textos do pensador. Alguns pouco conhecidos, sobre o amor e a felicidade.

 

 

Séculos de cidades

História do urbanismo, Jean-Louis Harouel, Papirus, Campinas, 1990.

Os principais elementos urbanos das cidades romanas, como o Fórum, por exemplo, as cidades medievais, e ainda as leis que regulavam as construções fazem parte do quadro que o professor Harouel, da faculdade de Direito de Paris, traça da evolução das cidades ocidentais – da Grécia Antiga até os dias de hoje.

 

 

Erudito e popular

Culturas do povo, Natalie Zemon Davis. Paz e Terra, Rio de Janeiro, 1990

Coletânea de oito ensaios publicados nas décadas de 60 e 70 sobre a vida cotidiana de camponeses, artesões e pessoas humildes da França do século XVI ao XVIII. As lutas entre católicos e protestantes, os levantes religiosos, as grandes violências, as festas populares, tudo é descrito pela historiadora americana Natalie Davis à luz de uma questão: a interação entre a cultura popular e o universo erudito, propiciada pelo Renascimento.

 

Biologia e cultura

Evolução humana, Celso Piedemonte Lima, Editora Ática, São Paulo, 1990

Na história evolutiva do homem, sustenta o autor, o processo de seleção atuou no sentido de colocá-lo em posição ereta e automaticamente sua inteligência e habilidade no manejo de instrumentos. A questão central é demonstrar que ao longo da evolução existe uma interdependência entre as características biológicas do homem e suas conquistas culturais.

 

 

E ainda Roma

A paz romana, Paul Petit, Pioneira/Edusp, São Paulo, 1989

O historiador francês Paul Petit reavalia as causas que provocaram o declínio do Império Romano, no período que se estende de 31 a.C., com o fim das guerras civis sob o governo do imperador Otávio, até o final do século II da era cristã. Mapas e quadros facilitam a compreensão da época estudada.

 

 

Dia-a-dia no Olimpo

Os deuses gregos, Giulia Sissa e Marcel Detienne, Companhia das Letras, São Paulo, 1990
Como viviam as divindades inventadas pelos antigos gregos, quais as leis que regulavam essa mitológica sociedade: que diferenciava os deuses dos mortais e como eles se relacionavam são alguns dos temas deste livro.

 

 

Para fazer ao sol
Aplicações práticas da energia solar, Arnaldo Moura Bezerra, Editora Nobel, São Paulo, 1990

Trata-se de um guia aos que se interessam em tirar proveito da energia solar. Em linguagem simples, o autor, engenheiro civil, ensina a fabricar utensílios movido pelo calor do Sol.