GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Mestre dos sonhos

A saga de lorde Sonho e de sua família, os Perpétuos, foi aclamada pelo público e pela crítica. Até o sisudo escritor Norman Mailer chegou a afirmar: ¿Sandman é uma história em quadrinhos para intelectuais¿.

Cíntia C. da Silva

Ao longo de quase dez anos, o roteirista inglês Neil Gaiman criou histórias e personagens para a cultuada série Sandman. A saga de lorde Sonho e de sua família, os Perpétuos, foi aclamada pelo público e pela crítica. Até o sisudo escritor Norman Mailer chegou a afirmar: “Sandman é uma história em quadrinhos para intelectuais”.

A bela edição Sandman – Noites Sem Fim (Conrad), marca o encontro do roteirista com sete importantes artistas para comemorar os dez anos de aniversário do selo Vertigo, da editora americana DC Comics – selo especializado em quadrinhos para adultos.

Os roteiros tratam dos sete Perpétuos: Morte, Desejo, Sonho, Desespero, Delirium, Destruição e Destino.

O veterano desenhista italiano Milo Manara imprime erotismo à história “O que Eu Experimentei do Desejo”, enquanto o americano Bill Sienkiewcz mistura psicodelia e tons sombrios na bela “Delirium – Adentrando”.

A obra-prima do livro foi ilustrada por Barron Storey. Os fragmentos que compõem “Quinze Retratos de Desespero” poderiam até parecer pretensiosos não fosse o grande talento de Storey. Um talento à altura de Neil Gaiman e de seu Mestre dos Sonhos.