GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Música eletrônica: Vira casaca, eu?

Após cinco anos à frente da Technova, a noite de tecno mais fervida de São Paulo, a promoter Eliana Iwasa vira DJ - e internacional...

Bruna Monteiro

Se você gosta de ouvir um excelente tecno, num lugar agradável, com uma pista animada, então é quase certo que você deve algumas das suas melhores baladas à promoter Eliana Iwasa. Ela comanda a Technova, consagrada noite de sexta-feira do clube paulistano Lov.e. Sua marca registrada é o bom gosto musical, que ela empresta agora a outra personagem: a Eli DJ (ou DJéia, como preferem alguns).

Fina nos line-ups (a seleção de DJs que compõem uma festa), fina nos set lists (as músicas que compõem as apresentações do DJ ou DJéia). Se no currículo de promoter Eli esbanja ter trazido ao Brasil nomes como Laurent Garnier, Sven Väth, Marco Carola, The Hacker e Billy Nasty, em seu case desfilam produções de “napolitanos, franceses e alemães”, de selos como Zenit, Question, Adrenogroov, F-Com e Kanzleramt.

A segurança na escolha de boas faixas, porém, não foi suficiente para que Eli se jogasse nas pick-ups logo de cara. Durante alguns meses ouviu-se o boato de que ela começaria a tocar, mas das pessoas próximas o que se sabia era que ela estava treinando muito e que só se arriscaria numa pista quando tivesse certeza da qualidade de seu set. Hoje, ela conta que foram quase dois anos de treino. “Eu sei o quanto um bom set pode fazer pela sua noite, assim como sei que um set ruim pode acabar com uma balada.”

A dedicação a fez desenvolver uma boa técnica. Para completar, Eli tem carisma de sobra.

Pronto, a receita fez sucesso. Em agosto deste ano, Eli apresentou seu set em Paris e recebeu a notícia de que, junto com o músico paulistano Roberto Coelho, havia sido escolhida para participar da Red Bull Music Academy, espécie de “faculdade de DJs” itinerante promovida pela empresa de bebidas.

Eli passou parte do mês de novembro na África do Sul aprendendo prática e teoria do planeta DJ com outros 59 colegas do mundo todo. Por que você, Eli? “Apresentei um set com tudo de que gosto na eletrônica atualmente. Tecno, house, electro… Tudo misturado. Acho que o diferencial é diversidade e cultura musical “, ensina a aluna aplicada.

Internet

Red Bull music academy

O site traz informações sobre o evento, fotos e arquivos multimídia. http://www.redbullmusicacademy.com