GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

O Mal desenhado

Sérgio Gwercman

Maus

Art Spiegelman

Cia. das Letras, 296 páginas, R$ 39

Art é dos melhores autores de quadrinhos – e foi Maus que lhe deu status de gênio da HQ. Ele desenha a história de seu pai, Vladek, um judeu que escapou do holocausto. É uma história sem heroísmos: Vladek luta para sobreviver dentro de uma máquina montada para matá-lo. A quantidade de filmes sobre o genocídio judaico faz muita gente pensar que não há mais nada a ser dito sobre o tema. Se você está nesse grupo, Maus talvez o ajude a entender porque se fala, escreve e desenha tanto sobre o holocausto.

Frase: “Não foram os melhores que sobreviveram ou morreram. Foi aleatório!”

Para quem: não se impressiona mais com filmes.

• Publicado originalmente em 2 volumes, de 1987 e 1992, Maus sai no Brasil em versão compilada.

• Em 1992, o Pulitzer, o mais importante prêmio de jornalismo do mundo, criou uma categoria especial para poder premiar Maus. Foi a primeira vez que uma HQ ganhou a honraria.

• Se dependesse da vontade de Vladek, Art não teria publicado sua história. Ele preferia que o filho fosse dentista.

• Art desenhou algumas das melhores capas da revista New Yorker. É dele a ilustração que apresenta a edição sobre o 11/9.