Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

“On the Road” e o retrato de uma geração

Confira essa e outras dicas de cultura

Por Da Redação Atualizado em 31 out 2016, 18h54 - Publicado em 26 jul 2012, 22h00

Carol Castro e Karin Hueck

1. Retrato de uma geração
Walter Salles virou o guru dos road movies. Depois de Diários de Motocicleta, agora ele resolveu filmar On the Road, o mais famoso livro beat da história, pai de todos os hippies do mundo. Para isso, passou 5 anos estudando a obra, conversou com todos os personagens vivos do movimento beat e retraçou exatamente a rota do livro para gravar cenas com uma Super 8. Tudo para recontar a história do autor Jack Kerouac e de seu muso e amigo Neal Cassady, viajando pelos EUA para encontrar as raízes do país (no filme, eles atendem por Sal Paradise e Dean Moriarty). Ninguém vai poder falar que a refilmagem é superficial.

– Na estrada, 13 de julho nos cinemas.

2. Esfriou hoje, né?
Você já ouviu falar no paradoxo das florestas e do mar? É uma previsão que diz que, se as áreas verdes do planeta virarem desertos, a temperatura vai subir e uma grande quantidade de poeira será jogada sobre os oceanos. Mas eis o paradoxo: essa mesma poeira vai servir de alimento para o plâncton, que, por sua vez, vai começar a absorver mais CO2 ¿ e resfriar o planeta. Ou seja, a desertificação da Terra vai aquecer e resfriar o planeta. Ao mesmo tempo. Essa e outras histórias sobre tempo, tempestades, ventanias e a nossa relação com o clima estão neste livro. É pra esquentar a conversa de elevador.

– Novos tempos, Ana Lucia Azevedo, Zahar, R$ 40.

3. Macacada
Este reality show confinou participantes em uma casa luxuosa, com direito a jardim, área de lazer e comida à vontade. Filmou tudo e esperou o circo pegar fogo. Mas não foi o que aconteceu. Surpreendentemente, os confinados eram educados e justos ¿ quase não brigaram. Como pode? Simples: os participantes eram babuínos. (Chora, humanidade.) A série ainda não tem estreia no Brasil, mas já dá pra espiar aqui:

– Big baboon house: migre.me/9nTlx

Continua após a publicidade

4. Autistas sensíveis
Num dia chuvoso, Michael estendeu o expediente e se esqueceu de dar carona para a namorada. Furiosa e ensopada, ela ligou e disse que não queria mais vê-lo. Sem saber como agir, Michael dormiu no escritório. De madrugada, ela ligou mais brava ainda: “Por onde você anda?” Michael não entendeu nada ¿ estava apenas obedecendo ordens. Assim como ele, outras 70 milhões de pessoas com traços de autismo não sabem muito como compreender sentimentos alheios. Ainda assim elas se apaixonam, são leais, sinceras e carinhosas. Neste livro, a autora conta como funciona o mundo dessas pessoas.

– Mundo Singular, Ana Beatriz Barbosa, Fontanar, R$ 40.

5. Faz-tudo
Os quadros abaixo foram pintados por escritores famosos. Dê uma olhada neles e nas outras obras no link e avalie se não era melhor eles terem ficado com as palavras:

– migre.me/9rEZS

6. A voz do povo…
“Não fique tão nervoso.” “Tire fotos sem flash.” “Vire gay.” “Em hipótese alguma, coma salsichas”. Quando o designer Daniel Motta espalhou 32 caixas por São Paulo, pedindo conselhos para qualquer um que passasse, só esperava que as pessoas entendessem a proposta. E como entenderam. O que ele recebeu foram 2 300 conselhos como os acima, os melhores compilados neste livro. Um conselho? Leia-o.

– Me dê um conselho, Daniel Motta, Braba, R$ 50.

7. Drogar-se é humano
Você sabia que os grandes primatas somos as únicas espécies com um olfato capaz de reconhecer álcool? E que temos um sistema exclusivo no fígado para processá-lo? Essas adaptações indicam que talvez a bebida tenha sido evolutivamente boa para os humanos ¿ e que sejamos bêbados por natureza. Este livro explica tudo (tudo mesmo) sobre as substâncias que alteram nossos sentidos. Do LSD à cafeína, tintim por tintim.

– Almanaque das Drogas, Tarso Araújo, Leya, R$ 90.

Continua após a publicidade
Publicidade